Acesso à universidade garantido a estudantes da rede Pública

Para ter acesso às universidades particulares, o Educa Mais Brasil oferece para os candidatos bolsas parciais que dão direito de 50% de descontos nas mensalidades para alunos onde as famílias ganham um salário de até três salários mínimos de renda e também bolsas integrais, com 100% de desconto das mensalidades para alunos de famílias que ganham até um salário mínimo e meio por mês. Para que você possa realizar a inscrição no Educa Mais Brasil, alguns requisitos devem ser respeitados, como: o candidato não deverá ter nenhum diploma de ensino superior e também deverá ter tirado mais de 450 pontos na média nas cinco notas do Novo ENEM, além disso, deve ter estudado em escolas públicas ou particulares (como bolsistas) durante o ensino médio.

Educa mais Brasil 2019
Educa mais Brasil 2019

Principais vantagens do Educa Mais Brasil

O Educa Mais Brasil é um dos principais programas do Governo Federal relacionado à educação e que oferece uma série de vantagens, não apenas para os alunos beneficiados, mas também para as Universidades que ganham incentivos fiscais e para o próprio país que prepara mão de obra especializada para as mais variadas áreas de trabalho, proporcionando assim, o crescimento da qualidade dos serviços prestados no Brasil, fazendo do país uma referência nos mais variados campos, da tecnologia a agricultura.

Com o Educa Mais Brasil, o sonho do acesso ao ensino superior de qualidade ficou muito mais próximo de ser concretizado, e para isso, basta um bom desempenho no ENEM, outro programa do Governo Federal. Por isso, não deixe de estudar cada detalhe exigido na prova do ENEM para que você atinja todos os requisitos para concorrer a Bolsa Educa Mais Brasil.

Quem tem direito ao Educa Mais Brasil?

Não é todo o futuro estudante do ensino superior que tem direito a bolsa integral ou parcial de estudos em uma faculdade particular pelo Educa Mais Brasil 2019. Se tiver interesse em ganhar uma bolsa integral é preciso que a renda familiar por pessoa seja de até um salário mínimo e meio. Se a sua família tiver uma renda por pessoa de até três salários mínimos é possível conseguir uma bolsa parcial de estudos de até 50%.

É preciso, ainda, ter atingido uma média de 450 pontos nas cinco notas do ENEM e não ter zerado a redação, além de ter cursado todo o ensino médio em escolas públicas ou como bolsista em escolas particulares. Pessoas com Deficiência e professores da rede pública que estejam atuando na profissão também têm o direito ao Educa Mais Brasil (no caso dos professores, o direito é apenas para cursos da área de Licenciatura, Normal Superior ou Pedagogia). Lembre-se: caso você já tenha feito um curso superior (independente de ser bacharelado ou tecnólogo), você não tem direito ao Educa Mais Brasil.

E preste atenção: Não adianta tentar enganar o Governo mostrando documentos falsos que comprovem uma renda compatível com a exigida pelo programa, pois, constantemente, são feitas averiguações para comprovar a renda declarada pelos bolsistas.

Tipos Bolsa Educa Mais Brasil

As inscrições do Educa Mias Brasil 2019 estão abertas para bolsas de estudo parciais ou integrais. Os alunos de bolsas parciais deverão ter uma renda de no máximo três salários mínimos por habitante da casa e para bolsas integrais os alunos deverão ter uma renda de no máximo um salário mínimo e meio por habitante da residência. É preciso que exista uma comprovação dessa renda, e caso ela não aconteça, o aluno mesmo que aprovado pelas notas do ENEM não terá direito a bolsa.

Entenda a importância do Imposto de Renda

Todos os anos pessoas físicas e jurídicas compartilham uma obrigação em comum: a declaração do Imposto de Renda(IR). Organizada pela Receita Federal, ela é de suma importância para arrecadação de verba em âmbito federal. Saiba mais!

Importância da declaração do Imposto de renda
Importância da declaração do Imposto de renda

Por que precisamos declarar o imposto de renda?

Esta uma pergunta que com certeza milhões de brasileiros já se fizeram. Afinal, pagamos imposto todos os dias em prestações de serviço, ao comprar produtos nacionais ou importados e até mesmo ao realizar obras em casa. Por que ainda pagar mais?

A declaração Imposto de Renda 2018 é uma das fontes mais importantes de arrecadação de recursos do Governo Federal. É a famosa fatia do leão que o Governo tem direito tanto no Brasil como em outros países. A verba utilizada em projetos sociais, construções e obras públicas dos mais diversos tipos.

Os dados enviados anualmente à Receita Federal também servem de medidor social e econômico. São usados para análise do poder econômico do brasileiro, como anda a situação financeira da maioria e como ações sociais podem ajudar.

Em que a Declaração do Imposto de Renda pode ajudar o contribuinte?

Pouca gente sabe, mas a declaração do imposto de renda também serve como comprovante de renda para solicitar empréstimos e financiamentos. Também pode para o serviço comprovação para demonstrar o poder aquisitivo no caso de uma compra de um bem.

Declarar o imposto de renda é bom para o contribuinte também

E para quem acha que é perda de tempo realizar o preenchimento do formulário declaração da Receita Federal (bem verdade não é dos mais curtos), vale lembrar que você pode receber dinheiro de volta também.

Como declarar o imposto de renda
Como declarar o imposto de renda

Muitos brasileiros necessitam pagar imposto após a declaração, mas muitos também podem receber algum valor de volta. São os gastos não tributáveis, a serem deduzidos dos ganhos e por isso há a restituição do IR.

Na declaração deve constar todos os ganhos tanto provindos de salário, como de venda de algum bem (imóvel e carro, por exemplo). Os gastos com dependentes terceiros do tipo fixo (constantes) como educação e saúde são abatidos do pagamento do imposto. O brasileiro pode então deixar de pagar e ter um valor a receber ao longo dos lotes distribuídos.

Quem deve declarar imposto de renda?

Todos os portadores de um Cadastro de Pessoa Física (CPF) e Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) devem realizar o preenchimento do formulário. Mesmo que não possua renda também deve fazer o envio da declaração como isento.

Não é necessário pagar para preencher o formulário. Basta entrar no site da Receita Federal, fazer o download do programa IRPF, preencher e enviar um documento.

Não declarar imposto de renda é considerado sonegação de impostos, um crime previsto em lei. As penalidades vão de pagamento de multa por atraso até prisão por crime de sonegação fiscal.