PCC deu ordem para executar Policial Militar em MS, afirma polícia

» Arquivo Geral

A Polícia Civil prendeu dez suspeitos por envolvimento na morte de um policial militar da reserva Otacílio de Oliveira, 60 anos,, em Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande. Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (22), o delegado do Grupo Armado de Repressão a Roubos Assaltos e Sequestros (Garras), Márcio Obara, afirmou que o crime foi encomendado e executado por integrantes de uma facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Foto Reprodução TV Morena

Foto Reprodução TV Morena

Segundo Obara, são 21 integrantes suspeitos por envolvimento no crime. Além dos dez presos, Wellington Rosa da Silva, 30 anos, vulgo ‘bodão” foi morto em um confronto com policiais, oito estão foragidos, um já estava detido e o último ainda não foi identificado pelos policiais.

“Ficou claro, com a investigação, que o crime foi uma demonstração de força da facção e uma afronta à polícia”, disse Obara. Segundo o delegado, os suspeitos teriam recebido ordens de integrantes da mesma facção em outros estados, principalmente São Paulo e Paraná, para matar um policial.

Ainda segundo o delegado, o policial militar aposentado foi escolhido por intermédio de um dos integrantes da facção, sobrinho da vítima, como Cleverson Messias Pereira dos Santos, 33 anos, vulgo ‘cabelo’, preso pelo crime. A investigação apontou que os suspeitos chegaram a planejar a morte de outros policiais militares e civis em Três Lagoas.

“Não era exatamente o Otacílio para ser escolhido, mas sim um alvo fácil, uma pessoa que não estivesse mais nas ruas diariamente.”, fala o delegado.

Segundo a investigação, os que de maneira mais direta participaram da execução são: o foragido do semi-aberto Cleverson, Jair Costa da Silva, 32 anos, vulgo ‘perturbado’, preso em Jales (SP), João Carlos Olegário da Silva, 19 anos, mais conhecido como ‘AK 47’, preso em Presidente Prudente (SP) e Maicon Gomes de Souza, 21 anos, vulgo ‘grego’, preso em Três Lagoas.

O sobrinho do policial, de 33 anos, foi preso no dia 11 de março, na BR-262. Ele foi flagrado pelos policiais em uma van que seguia de Campo Grande para Corumbá. Segundo a Polícia Civil, ele teria indicado o nome do tio para o crime porque ele não andava armado e já era de idade.

Outros suspeitos Thiago Cintas Bertalia, 29 anos, vulgo ‘Gianechini’, Fabrício da Silva Almeida dos Santos, 20 anos, vulgo ‘Do Nike’, Luiz Felipe Miranda Rios Saito, 20 anos, vulgo ‘Jamaica’, Douglas dos Santos Almeida, 20 anos, com a alcunha de ‘Dodo’, Fernando Rodrigues Monteiro, 21 anos, também chamado pelos comparsas de ‘Da Leste’ e Jonathan dos Santos Avelino, 22 anos, o ‘terrorista’, único destes homens que não foi pego em Três Lagoas, mas sim em Castilho (SP).

Os suspeitos foram indiciados pelos crimes de homicídio qualificado e formação de quadrilha. Obara afirmou que a investigação continua e enfatizou que os órgão de de segurança pública do estado já foram informados sobre o caso e estão atentos. “A policia vai agir preventivamente para evitar novos crimes”, disse.

Durante a investigação, a Polícia Civil conseguiu elaborar um esquema que indica a organização hierárquica dos integrantes da facção envolvidos diretamente e indiretamente na morte do policial militar. O suspeito de coordenar todas as ações criminosas é um detento, de 36 anos, do Presídio de Segurança Máxima, de Campo Grande.

Crime

O policial militar aposentado, que também trabalhava como mototaxista na cidade, foi morto com quatro tiros ao chegar em casa, por volta das 23h30 do dia 6 de março. Segundo relatos de testemunhas, ele foi abordado por quatro homens que chegaram em um carro. Eles efetuaram os disparos e, em seguida, fugiram do local. Nenhum objeto foi roubado do veículo e nem da casa da vítima.

Com informações do G1

0 nenhum comentáriovoltar para notícia

Adicione seu comentário

Nome:
Email:
Site:
Comentário:

Current day month ye@r *


Artigo com as "tags": executar. Policial. Militar,  MS,  ordem,  PCC,  policiais, 

Outros artigosir para Home

Golpe na internet usa mensagem sobre Enem para enganar usuários

Golpe na internet usa mensagem sobre Enem para enganar usuários(0)

Um e-mail criado por golpistas circula na internet com o provável intuito de roubar dados das pessoas ou instalar programas maliciosos nos computadores. Os golpistas, desta vez, procuram, prioritariamente, enganar os inscritos no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). “Identificamos que ocorreu um erro na emissão do cartão de inscrição do candidato com o email

Prefeitura retira árvores derrubadas pelo vento

Prefeitura retira árvores derrubadas pelo vento(0)

Nesta sexta-feira (18), uma equipe da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação (Seintrha) está trabalhando na remoção de árvores derrubadas pelas fortes rajadas de vento registradas durante a madrugada. Segundo o meteorologista da Anhanguera/Uniderp, Natálio Abrahão Filho, a chuva que atingiu a Capital por volta das duas horas somou 21,6 milímetros e os ventos

Santa Casa suspende remédio que pode ter causado morte de duas mulheres na Capital

Santa Casa suspende remédio que pode ter causado morte de duas mulheres na Capital(0)

A diretoria da Associação Beneficente de Campo Grande (ABCG), mantenedora da Santa Casa, confirmou a morte de duas maulheres após reações adversas aos remédios quimioterápicos utilizados no tratamento de câncer. Em nota divulgada nesta quinta-feira (17), pela assessoria de imprensa, o hospital informou que suspendeu os medicamentos e notificou o Ministério da Saúde e a

Xerifa da Rocinha poderá cumprir prisão domiciliar sem equipamento em Campo Grande

Xerifa da Rocinha poderá cumprir prisão domiciliar sem equipamento em Campo Grande(0)

A mulher do traficante Antonio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, irá cumprir prisão domiciliar sem o equipamento de monitoramento eletrônico, no Mato Grosso do Sul. A determinação havia sido dada, no último dia 2, pelo desembargador Siro Darlan, da 7ª Câmara Criminal. Mas, como o estado não possui a tecnologia, Danúbia de Souza Rangel

MPF quer devolução de R$ 102 milhões da ‘Máfia do Câncer’

MPF quer devolução de R$ 102 milhões da ‘Máfia do Câncer’(0)

O Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul (MPF/MS) anunciou nesta quinta-feira (17) que ajuizou ação de improbidade administrativa contra seis pessoas acusadas de envolvimento no desvio de mais de R$ 102 milhões da Fundação Carmen Prudente, conhecida como Hospital do Câncer de Campo Grande.   O MPF pede que eles sejam condenados ao ressarcimento

leia mais

Informação e Contato

O Jornal MS é focado em conteúdo de notícias gerais, políticas, policiais, automotivas, tecnológicas, serviços, entretenimento, esportes, além de vídeos compartilhados.

Notícias do Mato Grosso do Sul e do mundo!

Redes Sociais

Categorias mais populares