Carros voltar para a home

Fotos revelam suposto novo visual do Toyota Corolla Fotos revelam suposto novo visual do Toyota Corolla

Apareceram em um fórum de internet as supostas primeiras imagens da versão definitiva do novo Toyota Corolla. Ainda não há confirmação do local onde as imagens foram feitas, mas sua divulgação inicial aconteceu em um site polonês. O modelo das imagens não deve se tratar da versão norte-americana de produção do conceito Furia, revelado recentemente no Salão de Detroit. O mais provável é que seja a nova geração europeia do sedã, que pode estar sendo mantida em segredo para ser revelada no Salão de Genebra, em março.

Tanto Europa quanto Estados Unidos terão novos Corolla com maior apelo ao público jovem – com aparência mais esportiva e aposta em vincos e recortes angulosos em seus desenhos. O estilo europeu, porém, deverá manter-se mais conservador. No Japão, o sedã provavelmente seguirá próximo de seu design atual, com poucas alterações.

Enquanto isso, no Brasil, o Corolla deverá ter um desenho mais próximo da versão revelada em Detroit, ainda mais ousada, segundo as projeções feitas por Autoesporte com base em fontes ligadas à marca japonesa.

FOTO DE SUPOSTO NOVO TOYOTA COROLLA REVELARIA LINHAS DA NOVA GERAÇÃO DO SEDÃ (FOTO: REPRODUÇÃO) FOTOS DO SUPOSTO NOVO COROLLA APARECERAM EM FÓRUM DA INTERNET (FOTO: REPRODUÇÃO)

 

De: AutoEsporte

 

Honda Civic Si voltará ao Brasil em 2014 Honda Civic Si voltará ao Brasil em 2014

Os órfãos do Civic Si nacional podem respirar mais aliviados. A Honda confirmou que o modelo voltará a ser vendido no Brasil em 2014. A informação já havia sido antecipada no Salão do Automóvel, porém, sem precisar exatamente como isso ocorreria.

Foto Divulgação

Durante o lançamento do Civic 2.0 nesta semana, a Honda revelou que a versão esportiva será importada dos Estados Unidos e não fabricada em Sumaré, como ocorria com a anterior. A explicação é que a demanda é baixa para justificar a produção local.

Mais de 200 cv de potência

Outro dado que ainda permanecia indefinido era se teríamos a versão sedã ou a cupê, que tem maior apelo esportivo. Apesar dessa possibilidade, a Honda brasileira optou por importar o sedã. A montadora também terá uma novidade na motorização. Sai de cena o bloco 2.0 i-VTEC de 192 cv e entra um 2.4 litros também i-VTEC, mas com 204 cv de potência e 23,5 kgfm, nada menos que 6,5 a mais que o motor anterior.

Apesar desses dados, a Honda não informa números de desempenho. Mesmo assim, parece bastante natural que o Civic Si 2.4 ande mais que seu antecessor, sobretudo porque o peso é praticamente o mesmo, de cerca de 1.300 kg.

O acabamento do novo Civic Si também parece melhor que o das versões normais. O console, por exemplo, possui superfície que imita fibra de carbono, além de manter a iluminação avermelhada. A Honda também diferenciou seu interior com bancos com costuras vermelhas e volante com o logo Si na base. O câmbio continua sendo manual de seis marchas.

Por chegar em 2014, o Civic Si estreará o primeiro facelift desta geração, o que pode motivar a Honda brasileira a atualizar a versão nacional para não ter dois modelos diferentes rodando nas ruas.

Salgado

Aos mais empolgados, um alerta: o Civic Si deve sair caro no Brasil. Ele é fabricado nos Estados Unidos, país que não tem acordo comercial e, portanto, paga o máximo de imposto. Outro problema é que o motor 2.4 fará a Honda pagar mais IPI já que faixa muda acima de 2.0 litros.

O Civic Si nacional também não era barato, ou seja, é de se imaginar que o sedã esportivo vá custar acima de R$ 100 mil até para justificar a pequena demanda. Nada, no entanto, que impeça que seus fãs realizem o sonho de continuar a bordo do modelo. Mas que dá saudade dele ser nacional isso dá.

IG
Pela primeira vez, Mustang terá motor “pequeno” Pela primeira vez, Mustang terá motor “pequeno”

A preparadora Shelby American apresentará na próxima semana, durante o Salão Detroit (EUA), o primeiro Ford Mustang com motor EcoBoost. Essa família de propulsores se caracteriza pela baixa emissão de poluentes, tamanho compacto e uso de turbocompressor.

Mustang GT500 Super Snake, considerado o melhor esportivo criado pela Shelby Foto Divulgação

O projeto foi idealizado pelo lendário piloto e projetista Carroll Shelby, que morreu em maio do ano passado, aos 89 anos.

“Acho que veremos a indústria se voltar completamente para motores pequenos com turbo. Esse é o único caminho para atingir a economia de combustível que as novas regulamentações exigem”, afirma Gary Patterson, vice-presidente da Shelby American.

Detalhes técnicos do motor não foram divulgados.

GT500

Outra atração da mostra norte americana será o Mustang GT500 Super Snake. O veículo, um dos últimos trabalhos de Carroll Shelby, é apontado pelo fabricante como o melhor esportivo de todos os tempos criado pelo projetista.

O Super Snake traz um novo kit alargador da carroceria, como o que foi visto no Shelby GT500 Cobra especial, produzido em unidade única como tributo a Shelby. O extensor serve para acomodar pneus largos na traseira. A potência desse modelo deve se aproximar dos 860 cv.

Folha.com
Mitsubishi começa a vender no Japão SUV que faz 62,5 km/l Mitsubishi começa a vender no Japão SUV que faz 62,5 km/l

A Mitsubishi começa a vender o novo Outlander híbrido no Japão por preços que partem de 2,89 milhões de ienes ( aproximadamente R$ 70.270), valor que foi reduzido em relação ao original (4,29 milhões e ienes, ou cerca de R$ 104.064) por causa dos incentivos fiscais cedidos pelo governo japonês aos carros ecologicamente corretos.

Foto Divulgação

A marca espera vender em torno de 4 mil unidades do modelo até o fim do primeiro trimestre de 2013. Além do Japão, outros países vão receber a novidade.

Foto Divulgação

O SUV híbrido é o primeiro que pode ter as baterias recarregadas na tomada, precisando de 4,5 horas para recarga total. Vem com motor a combustão, de dois litros de cilindrada, que gera 98 cv e funciona em conjunto com mais dois elétricos, um instalado em cada eixo. Juntos, entregam 82 cv e ajudam a atingir uma autonomia de animadores 880 quilômetros e atingir um consumo médio de incríveis 62,5 km/l, conforme a fabricante.

UOL
Fiat lança série especial Interlagos para Novo Uno e Novo Palio Fiat lança série especial Interlagos para Novo Uno e Novo Palio

A Fiat lança na última semana do ano a série especial Interlagos para o Novo Uno Sporting e o Novo Palio Sporting, com preços de R$ 36.830 e R$ 43.860, respectivamente. As versões foram apresentadas para o público em outubro, durante o Salão de São Paulo.

Uno Interlagos sai por R$ 36.830 Foto: Divulgação

A série especial traz a cor exclusiva Amarelo Interlagos, com retrovisores, aerofólio traseiro e siglas na cor preta brilhante. Esta série também traz rodas de liga leve com pintura exclusiva. O interior ganhou decoração específica, com a aplicação de uma nova costura amarela no tecido dos bancos e no volante em couro.

O Novo Uno Interlagos ganha ainda em sua lista de conteúdos de série ar condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, quadro de instrumentos com aro cromado, pedaleiras esportivas, terceiro apoio de cabeça no banco traseiro, rádio Connect CD MP3/WMA integrado ao painel com RDS, viva-voz Bluetooth® e entrada USB, mais porta-objeto móvel.

Já o Novo Palio Interlagos, além de todos os conteúdos da versão Sporting, traz a mais de série teto solar elétrico, rádio Connect CD MP3/WMA integrado ao painel com RDS, viva-voz Bluetooth® e entrada USB, mais comandos de rádio no volante, retrovisores externos elétricos e vidros traseiros com acionamento elétrico.

G1
Lançamentos desbancam carros veteranos no ranking de vendas Lançamentos desbancam carros veteranos no ranking de vendas

O mercado de automóveis e comerciais leves vai fechar 2012 com recorde de vendas. A expectativa é que o Brasil emplaque 3,7 milhões de carros até esta última semana do ano. Em 2011, foram 3,4 milhões de unidades.

Chevrolet acredita que Onix irá desbancar o Celta em vendas Foto Divulgação

Dos 60 modelos mais vendidos do país, cerca de 20% são lançamentos, que movimentaram o ranking, como mostra levantamento feito pela Folha com base nos dados da Fenabrave (federação das concessionárias) no acumulado do ano (até a primeira quinzena de dezembro).

O segmento dos hatches compactos ficou marcado pela chegada do Chevrolet Onix e do Hyundai HB20. Em poucos meses, a dupla já mostra ter potencial para figurar entre os oito carros mais negociados do país. Outro debutante, o Toyota Etios ainda não despontou comercialmente.

O primeiro ano de mercado da nova geração do Palio foi proveitoso para a Fiat. Os emplacamentos somados do modelo mais atual com a versão Fire (carroceria antiga) fizeram as vendas do hatch crescerem 80,5% na comparação entre 2011 e o acumulado de 2012.

O VW Gol continua líder absoluto do mercado, enquanto o VW Fox, em alta, dá sinais de que o consumidor está migrando para modelos mais refinados. Agile e Clio despencam em vendas. O modelo da Renault acaba de passar por uma plástica para tentar reverter a situação daqui para frente.

Entres os sedãs pequenos, a novidade foi o Chevrolet Cobalt, que acabou roubando espaço dos ‘irmãos’ Corsa e Prisma. A briga promete ficar ainda mais acirrada no ano que vem, com a chegada das versões com porta-malas saliente do Onix e do HB20.

Novo i30, que chega em 2013 para tentar voltar à liderança Foto Divulgação

No território dos hatches médios, o reinado do Ford Focus e do Hyundai i30 sentiu um forte abalo depois da chegada do do Peugeot 308, em fevereiro, e do Chevrolet Cruze Sport6, em abril.

O aumento de IPI para importados foi outro duro golpe no modelo sul-coreano da Hyundai, que encolheu 45,5% nas vendas. Talvez por isso a marca esteja correndo para apresentar lançar a segunda geração do modelo logo no início de 2013. O VW Golf é outro que precisa se mexer para não cair na classificação.

Os sedãs médios vão bem, segmento onde a concorrência é grande. Com a nova geração, o Honda Civic viu suas vendas mais que dobrarem em um ano. VW Jetta e Renault Fluence também vão comemorar os 55% de crescimento. Outro que faz bom papel é a versão três volumes do Chevrolet Cruze.

Já os emplacamentos do líder Toyota Corolla foram os que menos evoluíram (6,8%), e o debutante Peugeot 408 nem atingiu a média de 1.000 unidades mensais para figurar no ranking.

O segmento dos monovolumes e das peruas continua praticamente do mesmo tamanho. O que houve foi uma espécie de dança das cadeiras com a chegada da Chevrolet Spin, que claramente fisgou potenciais clientes da Citroën C3 Picasso (-28,6%), da Fiat Palio Weekend (-16,4%) e da Nissan Livina (-5,9%).

Renault Duster (foto) deve fechar o ano à frente do EcoSport Foto Robson Ventura/Folhapress

Entre as picapes, nota-se uma migração do consumidor para os modelos maiores que evoluíram mecanicamente neste ano, como a Chevrolet S10 e a Ford Ranger. A oferta de câmbio automático fez bem para a Amarok. O modelo da VW foi o utilitário que mais cresceu em vendas no ano: 92,8%.

No segmento dos jipinhos, o destaque foi a transição da antiga para a nova geração do Ford EcoSport, anunciada no início de 2012 e concretizada só em setembro, com filas de até 90 dias para o modelo. A demora beneficiou os concorrentes Tucson e Duster. O SUV nacional da Hyundai viu seus emplacamentos inflarem 18,4% no acumulado do ano, enquanto o Renault ganhou a liderança de presente.

Confira os modelos que subiram e desceram no acumulado do ano, por segmento.

Hatches pequenos

1º VW Gol (280.432) -0,3%
2º Fiat Uno (247.292) -5,3%
3º Fiat Palio (177.899) +80,5%
4º VW Fox (161.335) +40%
5º Chevrolet Celta (123.196) -6,2%
6º Ford Fiesta (109.688) +34,3%
7º Renault Sandero (94.173) +20,6%
8º Ford Ka (54.032) -10,9%
9º Chevrolet Agile (52.357) -25,1%
10º Fiat Punto (39.819) +14,5%
11º Citroën C3 (33.343) -7,5%
12º Nissan March (31.581) Lançamento
13º Peugeot 207 (27.432) -21,6%
14º Chevrolet Corsa (26.225) Saiu de linha
15º Hyundai HB20 (17.048) Lançamento
16º Renault Clio (15.821) -37,5%
17º Fiat 500 (15.414) +252%
18º Chevrolet Onix (13.680) Lançamento

Sedãs pequenos

1º Fiat Siena (98.183) +13,4%
2º Chevrolet Corsa (93.815) -21,6%
3º VW Voyage (91.834) +10,4%
4º Chevrolet Cobalt (63.969) Lançamento
5º Ford Fiesta (36.237) +7,7%
6º Chevrolet Prisma (34.825) -28,5%
7º Renault Logan (32.952) -11,6%
8º Honda City (28.966) +21,8%
9º Nissan Versa (18.294) Lançamento
10º VW Polo (13.529) +9,7
11º Peugeot 207 (10.778) -40,5%

Hatches médios

1º Ford Focus (22.742) -14,4%
2º Hyundai i30 (18.697) -45,5%
3º VW Golf (14.367) -2,5%
4º Chevrolet Cruze (12.194) Lançamento
5º Peugeot 308 (11.294) Lançamento

Sedãs médios

1º Toyota Corolla (53.428) +6,8%
2º Honda Civic (48.541) +112,9%
3º Chevrolet Cruze (38.482) Lançamento
4º VW Jetta (20.109) +55,5%
5º Renault Fluence (14.695) +54,9%

Monovolumes e peruas

1º Honda Fit (36.647) +31,7%
2º Fiat Idea (25.325) +0,8%
3º VW Spacefox (20.346) +4,6%
4º Fiat Palio Weekend (17.970) -16,4%
5º Chevrolet Spin (17.349) Lançamento
6º Nissan Livina (14.798) -5,9%
7º Fiat Doblò (11.660) -7,8%
8º Chevrolet Meriva (11.520) Saiu de linha
9º Citroën C3 Aircross (11.399) -28,6%

Picapes pequenas e furgões

1º Fiat Strada (112.523) -1,1%
2º VW Saveiro (63.373) -6,7%
3º Chevrolet Montana (46.750) +6,6%
4º VW Kombi (25.292) +5,7%
5º Fiat Fiorino (13.920) -18,8%

Picapes médias

1º Chevrolet S10 (44.765) +10,6%
2º Toyota Hilux (36.853) +18,4%
3º Mitsubishi L200 (20.406) -1,2%
4º VW Amarok (18.652) +92,8%
5º Nissan Frontier (16.622) +30,7%
6º Ford Ranger (14.033) -1%

SUV

1º Renault Duster (43.242) Lançamento
2º Ford EcoSport (35.117) -5,3%
3º Hyundai Tucson (20.034) +18,4%
4º Mitsubishi Pajero (16.618) +4,2%
5º Honda CRV (14.871) -2%
6º Fiat Freemont (11.124) Lançamento
7º Hyundai ix35 (10.458) -19,3%
8º Mitsubishi ASX (10.284) +1,8%

Folha.com
Onix é o sexto carro mais vendido na primeira quinzena de dezembro Onix é o sexto carro mais vendido na primeira quinzena de dezembro

O balanço de vendas da primeira quinzena de dezembro mostra a consolidação do bom início de vida dos novos populares. Entre os lançamentos, o Onix teve 6.031 unidades, e ficou com a sexta posição. Ainda segundo os dados de emplacamentos divulgados pela Fenabrave (federação das concessionárias), o HB20 ficou com a oitava posição, com 5.660 veículos licenciados, e já aparece bem perto do Chevrolet Celta (5.883 unidades).

Foto Rafael Munhoz/Autoesporte

Outro carro que confirmou a expectativa inicial foi o Toyota Etios. O modelo não largou bem, em novembro, e continua patinando, ao menos na primeira metade de dezembro. Ele foi apenas o 34º colocado da quinzena, com 837 unidades, empatado com o VW Polo Sedã. O Etios sedã ficou com a 51ª colocação, e 491 unidades.

No geral, a venda de automóveis nos primeiros quinze dias do mês cresceram 22,2% em relação ao mesmo período de novembro. No acumulado do ano, os emplacamentos desses veículos atingiram 3,472 milhões de unidades, alta de 6,72% sobre o total de 3,253 milhões de unidades registradas até 15 de dezembro de 2011.

Veja a lista dos 10 mais vendidos na primeira quinzena de dezembro

1º – Volkswagen Gol – 15.170
2º – Fiat Palio – 9.944
3º – Fiat Uno – 9.712
4º – Volkswagen Fox/CrossFox – 7.231
5º – Fiat Siena – 6.572
6º – Chevrolet Onix – 6.031
7º – Chevrolet Celta – 5.883
8º – Hyundai HB20 – 5.660
9º – Fiat Strada – 5.407
10º – Chevrolet Classic – 5.258

Auto Esporte
GM anuncia recall de 13 mil unidades de Agile e Montana GM anuncia recall de 13 mil unidades de Agile e Montana

General Motors (GM) anunciou nesta terça-feira um recall de 13.373 unidades dos modelos Agile, fabricados de 4 de outubro a 23 de novembro de 2012, e Montana, produzidas de 19 de setembro a 23 de novembro de 2012. Segundo a assessoria de imprensa da montadora, são 5.500 unidades do Agile e 7.873 da Montana.

GM anuncia recall do modelo Agile Foto: Divulgação

A convocação se deve a uma falha na fabricação da tubulação de alimentação de combustível, que pode danificar a superfície interna do tubo, provocando vazamento de combustível com risco de incêndio no compartimento do motor.

Os donos de veículos Agile com número de série do chassi entre DR141160 a DR175496 e de picapes Montana com série do chassi de DB152440 a DB205070 devem procurar uma concessionária para efetuar a troca do tubo. O serviço é gratuito e tem tempo estimado de 15 minutos.

TERRA
Ferrari Testarossa apreendida é leiloada por R$ 463 mil Ferrari Testarossa apreendida é leiloada por R$ 463 mil

A Ferrari Testarossa mostrou que raridade tem preço no leilão eletrônico realizado pela Receita Federal em Belo Horizonte (MG). Um modelo 1988 apreendido no ano passado pelo órgão foi leiloado por R$ 463 mil, bem mais que os R$ 180 mil definidos como lance mínimo. O valor elevado tem explicação lógica: a Testarossa nunca foi trazida oficialmente para o Brasil. Mais raro por aqui do que nota de 3 reais, o superesportivo lançado em 1984 não pode ser importado oficialmente, já que a legislação não permite a importação de usados com menos de 30 anos de idade. Então de nada adianta saber que o preço de uma Testarossa usada fica entre “camaradas” 50 e 90 mil dólares lá fora.

É justamente o grau de raridade que fez o superesportivo ser vendido a um preço que permite comprar modelos muito mais novos da casa de Maranello. Com esse valor, dá para colocar na garagem carros como a 360 Modena, a sua antecessora 355 ou, ícones mais antigos como a 308 GTS. Sem falar em outros carros doze cilindros da marca, como o cupê 550 Maranello ou a 456 GT. Essa Ferrari foi produzida até 1991, quando deu lugar a 512 TR, nada mais do que uma versão aperfeiçoada da Testarossa. A marca ainda criaria a 512 M até o fim da linhagem, em 1996.

Ferrari Testarossa (Foto: Receita Federal)

Com apenas 10.817 km rodados, cor vermelha e interior em couro marrom e creme, o esportivo leiloado é a verdadeira definição do termo mosca branca. O status de ícone pop também tem peso nessa valorização. Além do nome nobre, o carro fez sucesso nas ruas e também nos pôsteres grudados no quarto de garotos de todas as idades – onde concorria por atenção com outros clássicos do período como o Lamborghini Countach e o Porsche 959.

O estilo criado por Pininfarina dá ainda mais valor. Larga para comportar os radiadores na traseira, a Testarossa ficou famosa pelas laterais recortadas por filetes que guiavam o ar para arrefecer o motorzão 4.9 de doze cilindros. Aliás, o motor não é V12, mas de cilindros contrapostos. Com 390 cv de potência e 49,9 kgfm de torque, o modelo tinha câmbio ao gosto dos ferraristas da antiga: cinco marchas espetadas em uma grelha metálica. Se bem trabalhado, o conjunto levava o cupê de motor central-traseiro de zero a 100 km/h em 5,3 segundos, uma animação que só estancava aos 290 km/h.

Ferrari Testarossa (Foto: Receita Federal)

O desempenho estúpido, a imagem sexy e o status de supercarro fizeram a alegria dos yuppies que se estapeavam para garantir um exemplar. A fila de espera era tão grande que, não raro, o carro que custava cerca de 180 mil dólares em valores da época podia ser vendido por mais que o triplo disso. Para completar, a Testarossa era estrela do seriado Miami Vice, no qual era dirigida pelo mocinho Sonny Crockett.

Ficou chateado por que o lance vencedor não foi o seu? Aguarde. Junto com esse modelo foi apreendido outro exemplar, que rodava em situação duplamente irregular, por ter sido importado de forma fraudulenta e, de quebra, estar rodando com a mesma placa desse modelo leiloado hoje. É só ficar esperando, senão você terá que esperar até 2014, quando os exemplares mais antigos poderão ser importados oficialmente.

 

De: Auto-Esporte
Dono do Honda Accord “espancado” pela louca do martelinho de ouro fala sobre o assunto Dono do Honda Accord “espancado” pela louca do martelinho de ouro fala sobre o assunto

Encontrado o dono do Honda Accord “espancado” na tarde de ontem em São Paulo, na Alameda Vicente Pinzón com a Rua Gomes de Carvalho. A “vítima” é Altamon Luiz, de 22 anos. Fã de carros, nesse momento ele estaria fazendo contas para reparar o capô, o para-brisa, a tampa do porta-malas e o vidro traseiro de seu Honda Accord. Só para se ter uma ideia, um Accord 1995 custa cerca de R$ 13 mil, de acordo com a tabela da Fipe.

Bem, como nós falamos, ele “estaria” calculando o prejuízo… Mas, na verdade, por enquanto, ele não está preocupado com os custos. A “ruiva raivosa”, que ficou conhecida como “Louca da Vila Olímpia”, não é uma namorada traída, nem uma ex incontrolável, mas uma atriz. A primeira informação veio de Policia Militar de São Paulo, que diz ter sido acionada para conter a moça ontem, durante seu ataque de fúria. Contudo, ao chegar ao local, os policiais foram informados de que se tratava da suposta filmagem de uma novela.

A confirmação, mesmo, veio quando conseguimos contatar Altamon, que reiterou que se tratava de uma filmagem. Mas ele não conta se realmente é para uma uma novela – nem sob tortura. Tudo o que ele disse para a reportagem é que estava com o carro até terça-feira (4). Depois o “emprestou” e só voltou a ter notícias do Accord ontem, quando um colega viu o vídeo na internet. Desde então, o telefone não parou de tocar. Mas ele continua guardando segredo.

O Honda Accord 1995 está com ele há quatro anos e já recebeu modificações feitas pelo próprio Altamon, que trabalha com o pai em uma oficina mecânica. E foi para essa oficina que levram o carro na tarde de ontem, logo após a gravação. Altamon pai, conhecido como Seu Brito, está disposto a consertar o automóvel. Mas ainda não sabe qual será o destino do possante. Eles acreditam que na próxima semana o mistério será resolvido.

Sobre a “louca do martelinho de ouro”, o segredo se mantém. Altamon Luiz fala que se fosse sua namorada, ele apenas faria com que ela pagasse o conserto. E ele não se importaria em reparar os estragos com as próprias mãos. “Ia levar uns cinco dias e o custo seria de uns R$ 7.000, fora as peças”, afirma. O ataque de fúria vai sair caro, né?

 

Veja a galeria de fotos:

 

De: Revista Auto Esporte

Informação e Contato

O Jornal MS é focado em conteúdo de notícias gerais, políticas, policiais, automotivas, tecnológicas, serviços, entretenimento, esportes, além de vídeos compartilhados.

Notícias do Mato Grosso do Sul e do mundo!

Redes Sociais

Categorias mais populares