Policial voltar para a home

Delegada pede medida protetiva para jovem espancada pelo namorado Delegada pede medida protetiva para jovem espancada pelo namorado

A Polícia Civil vai investigar o caso da estudante Giovanna Nantes de Oliveira, de 19 anos, que foi internada na Santa Casa de Campo Grande, no dia 1º de janeiro, com fraturas no rosto.

Foto Divulgação

A titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), Rosely Molina, e o pai da jovem, Luiz Carlos de Oliveira, afirmaram que a suspeita é de que a jovem foi agredida pelo namorado.

Oliveira relatou que a família desconfiou da agressão após ver a filha internada. “Fiquei horrorizado, ela estava com uma fratura no rosto, com duas partes do maxilar quebrado, com o olho roxo, com hematomas nas orelhas, no pescoço e até nos braços”.

Pai da estudante que teria sido agredida em Campo
Grande (Foto: Tatiane Queiroz/ G1 MS)

A delegada informou que vai fazer um pedido de medida protetiva para a jovem. “Nós vamos entrar com essa medida para proteger a jovem durante as investigações e chegarmos realmente ao que aconteceu”, comenta.

Segundo informações da assessoria de imprensa da Santa Casa, Giovanna passou por cirurgia no maxilar, na manhã desta segunda-feira (6), e permanece em observação. O hospital informou que a estudante foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e deu entrada no pronto-socorro às 2h (de MS) do dia 1º.

Conforme o pai, o namorado da filha ligou para ele no dia do Ano Novo, por volta da 1h, e disse que a menina tinha se ferido após queda e que estava sendo levada para o hospital. “Ele estava chorando no telefone e falou que ela tinha levado um tombo”, contou.

Giovanna passou a virada do ano com o namorado, em um apartamento localizado no bairro São Francisco. Segundo informações de Oliveira, o casal estava sozinho. A jovem foi socorrida por um vizinho, que acionou o Samu e a polícia.

Segundo informações da família, a jovem namorava o suspeito há aproximadamente um ano e morava com ele em uma casa na região central da cidade. Ainda de acordo com a família, os dois se conheceram em uma universidade particular da cidade, onde cursavam engenharia civil.

O pai de Giovanna disse que o namorado da filha era ciumento, mas que nunca presenciou brigas ou agressão entre o casal. O G1 entrou em contato com o pai do suspeito, mas ele não atendeu e não retornou as ligações.

Foto Divulgação

Investigação

De acordo com a delegada, o caso foi registrado, no dia 1º de janeiro, como lesão corporal culposa (quando não há intenção de cometer a violência), na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac). Dois dias depois, a mãe do jovem procurou a polícia e denunciou a agressão. O boletim de ocorrência foi complementado e a tipificação do caso foi alterada para lesão corporal dolosa (quando há intenção de cometer a violência).

Ainda segundo a delegada, a mãe da jovem já prestou depoimento. O pai e outros familiares da vítima também serão ouvidos pela polícia. O suspeito pelo crime, o namorado da jovem, também será intimado para prestar esclarecimentos.

A Polícia Civil solicitou um exame de corpo de delito que, segundo a titular da Deam, será feito no próprio hospital onde a vítima está internada. “Também vamos levar em conta o prontuário e os boletins emitidos pela Santa Casa”, complementou.

Um dos boletins de evolução médica emitido pelo hospital apontou que a vítima teve “edema facial generalizado”, “fraturas” e que foi “vítima de violência física”.

A polícia vai instaurar inquérito para investigar o crime. “Há indícios de que houve agressão física, mas apenas a investigação vai comprovar o crime”, disse Rosely.

G1
Namorada tem rosto desfigurado no ano novo; filho de médico é suspeito Namorada tem rosto desfigurado no ano novo; filho de médico é suspeito

Giovanna Nantes Tresse de Oliveira, 19 anos, está internada em estado grave na Santa Casa de Campo Grande, desde o dia 1º de janeiro, com lesões no rosto. O principal suspeito é o namorado da vítima, Matheus George Tannous, também de 19 anos. Eles namoram há um ano e moravam juntos há seis meses em um apartamento na Rua São Paulo, Vila Gomes, em Campo Grande. O motivo das agressões teria sido ciúmes de um primo da jovem.

Vítima teve fraturas no maxilar e abaixo do olho direito (Foto: Reprodução/Facebook)

À polícia, o rapaz disse que, por volta de 0h30min, após a comemoração de ano novo, os dois haviam bebido e tiveram uma discussão. Ele relata que ela teria entrado em depressão, caiu e bateu a cabeça no chão. Ele, então, teria pedido para o porteiro acionar o socorro. Ainda conforme o registro policial, um vizinho médico ajudou nos primeiros socorros até o Samu chegar.

Para o pai do rapaz, o médico Michel Georges Tannous, os jovens se amam e o acidente foi causado por excesso de bebida.

Giovanna estava inconsciente. Os socorristas fizeram procedimento para entubá-la e a encaminharam para a Santa Casa com duas lesões: mandíbula e um osso abaixo do olho quebrados.

Para o pai do rapaz, os jovens se amam e a menina ficou machucada após queda (Foto: Reprodução/Facebook)

Como procedimento de rotina para esses casos, os socorristas do Samu acionaram a Polícia Militar. Os policiais fizeram vistoria no apartamento e disseram que não havia sinais de briga. O rapaz também não apresentava lesões ou sinais de luta corporal, apenas sangue nas mãos.

Contatado pela polícia, o pai de Giovanna disse que a família era a favor do relacionamento dos dois e que nunca ouviu a filha reclamar que o rapaz seria violento. Ele também disse que a filha nunca teria sido agredida pelo companheiro.

Reviravolta

Num primeiro momento, Matheus foi colocado no boletim de ocorrência como testemunha. Porém, no dia seguinte, a mãe da vítima, Janaína Nantes Tresse,  procurou a delegacia de polícia para complementar seu depoimento. Ela informou que acredita que o rapaz teria agredido Giovanna, pois segundo ela, as lesões sofridas pela filha não condizem com as de uma simples queda. Ela relatou também que o rapaz contou uma história para a família e contou outra em depoimento à polícia, se contradizendo.

Com o depoimento da mãe, a delegada responsável pelo caso, Rosely Molina, incluiu Matheus como suspeito. Agora, a polícia investiga o que de fato aconteceu. O caso está registrado como lesão corporal na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam).

A última atualização do hospital com a polícia informava que a menina passaria por uma cirurgia e estava inconsciente e sedada.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais, principalmente, depois que uma tia da vítima publicou uma mensagem, cobrando uma punição. A publicação foi compartilhada por mais de 400 pessoas.

Correio do Estado
Polícia investiga morte de homem encontrado dentro de carro na Capital Polícia investiga morte de homem encontrado dentro de carro na Capital

A polícia está investigando o assassinato de Valdeci Ninateli, 48 anos. O fato aconteceu por volta das 22h30 na rua Estevão Capriata na Vila Progresso quando ele trafegava com um carro JAC J3 Turin cor prata e foi atingido por disparos, um deles acertou o peito da vítima.

Carro ocupado por Valdecir bateu contra uma árvore e ficou bastante danificado Foto Arlindo Florentino/midiamax.com

Após ser alvejado ele perdeu o controle do veículo e bateu contra uma árvore, morrendo no local. Algumas testemunhas afirmaram que ouviram disparos e o ruído de uma moto se afastando.

As primeiras informações dão conta de que a polícia trabalha com as hipóteses de assalto ou morte encomendada e acredita que o crime tenha envolvimento com travestis, já que o corpo foi encontrado em um ponto de prostituição.

A família prestou depoimento à polícia e ressaltou que Valdecir não tinha desavenças. O homem trabalhava com feiras e caminhões.

Ainda conforme o delegado, câmeras de segurança próximas ao local do crime podem ajudar nas investigações.

 

 

 

Homem mata mulher a tiros e liga para cunhado fazendo ameaças Homem mata mulher a tiros e liga para cunhado fazendo ameaças

A operadora de caixa Dayane Silvestre Uliana, de 26 anos de idade, foi morta a tiros na noite de sábado (5), no cruzamento da avenida Manoel da Costa Lima com a avenida das Bandeiras, na Vila Piratininga em Campo Grande.

Foto Divulgação Polícia Civil

Segundo o Corpo de Bombeiros, ela estava sozinha em um carro quando foi atingida pelos disparos. Ainda segundo os bombeiros, o crime ocorreu por volta das 19 h oras.

A mulher seguia pela Manoel da Costa Lima quando uma pessoa, que estava em uma motocicleta, se aproximou e efetuou os disparos. O suspeito fugiu em seguida.

A vítima foi socorrida pelos bombeiros e encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Guanandi, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O ex-marido de Dayane, Júlio César Martins Ferreira, de 38 anos de idade é apontado pela polícia como o responsável pelos disparos.

Depois do crime, ele teria ligado para um ex-cunhado perguntando o estado de saúde da vítima e também fazendo ameaças.

O casal, que tem um filho de 1 ano e seis meses está separado desde o nascimento da criança. Segundo familiares, já havia histórico de violência doméstica mas não há registro na polícia.

Júlio César está foragido, mas a polícia segue em diligências na tentativa de encontrá-lo. As investigações seguirão a cargo da 5ª delegacia e assim que for preso, Júlio César será indiciado por homicídio doloso.

Durante toda a noite, policiais do SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Depac Piratininga fizeram diligências para encontrar Júlio César. Ele continua foragido e as buscas continuam neste domingo.

 

Jovens perseguem rapaz para se vingar e matam menina por engano Jovens perseguem rapaz para se vingar e matam menina por engano

A adolescente Wanessa Gabrielly, de 16 anos foi morta a tiros por volta das 23 horas desta sexta-feira (3), na rua Eduardo Jorge Razuk, no Bairro Alves Pereira, em Campo Grande.

Suspeitos foram apresentados na Depac Piratininga.Foto Minamar Junior/midiamax.com

Segundo a Polícia Civil, os tiros eram para acertar o namorado da jovem, Isaac Ferreira, acusado de cometer um assassinato há um ano.

Durante a madrugada, os policiais prenderam os dois acusados do crime. João Paulo, 25, conhecido por Japinha, acusado de efetuar o disparo, e Ruan Vieira da Silva, 18. Eles foram conduzidos para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do bairro Piratininga.

Segundo informações da polícia, Japinha e Ruan queriam vingar a morte de Jefinho, supostamente por Izaac. A dupla chegou em uma moto à casa de Wanessa que fica na Rua Eduardo Razuk quando o casal saía de casa.

Izaac tentou fugir e a vitima foi junto, na garupa da moto. De acordo com o delegado, eles foram perseguidos pelos suspeitos, que emparelharam os veículos e dispararam contra o casal. A adolescente foi atingida por dois disparos, sendo um no coração.

Japinha e Ruan fugiram e o namorado da vítima conduziu a moto por mais alguns metros, antes de parar o veículo, sentido que ela fosse ficar desacordada, em razão dos ferimentos.

A adolescente foi socorrida e encaminhada ao Hospital Universitário, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O delegado, entretanto, disse que o namorado da vítima não responde por esse crime. Em contrapartida, os dois suspeitos têm várias passagens pela polícia. Foram apreendidas pelos policiais para exames de perícia, as duas motocicletas, mas, a arma do crime, que seria um revólver, ainda não foi localizada.

‘Carrasco do Aero Rancho’ manteve outras duas famílias em cárcere privado ‘Carrasco do Aero Rancho’ manteve outras duas famílias em cárcere privado

As investigações de Rosely Molina, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), revelaram que o pedreiro Ângelo da Guarda Borges, de 58 anos, manteve outras duas mulheres em cárcere privado, além de Cira Higino Silva, de 44 anos, resgatada pela polícia em dezembro do ano passado, junto com os quatro filhos, de 15, 11, 7 e 5 anos.

Preso na 4ª Delegacia, Ângelo da Guarda Borges nega as acusações Foto: Paulo Ribas/Correio do Estado

A polícia ouviu dois filhos do primeiro casamento do pedreiro e eles disseram que o pai fazia as mesmas agressões e as justificativas também eram as mesmas.

De acordo com os filhos do primeiro casamento dele, Rosa Borges, de 36 anos, e Cláudio Borges de 34, a mãe sofreu com a violência por cinco anos e depois abandonou a casa. Segundo a delegada, a filha disse ainda que foi abusada sexualmente pelo pedreiro, até que completou 15 anos e fugiu.

A delegada conversou com Cláudio por telefone e enviará para Goiânia, cidade onde ele mora, uma carta precatória para poder ter uma oitiva com ele. Nas palavras do filho, o pai seria preso “uma hora ou outra”, principalmente por “aprontado a vida inteira”.

Já Rosa que reside no Paraná, ficou sabendo da prisão do pai pela televisão e então resolveu vir ao Estado para falar do que vivienciou enquanto morou com o pai.

Nesse meio tempo, conforme os relatos, Ângelo teve outro relacionamento e o comportamento foi o mesmo, desta vez por seis anos. “O modus operandi dele é sempre o mesmo”, analisou a delegada. Segundo ela, o acusado continua negando os crimes e o inquérito deverá ser finalizado em 10 dias.

Mulher para em semáforo e tem carro roubado na Julio de Castilho Mulher para em semáforo e tem carro roubado na Julio de Castilho

Angela Maria de Padua de 41 anos, teve seu carro roubado na avenida Júlio de Castilho esquina com a Rua dos Crisântemos, na Vila Alba, em Campo Grande na madrugada desta sexta-feira (3).

O crime aconteceu quando a vítima conduzia um veículo Renault Duster, placas OOG-1066, quando, ao parar no semáforo, foi abordada por um homem que se aproximou com uma arma e anunciou o assalto.

Ela então saiu do veículo e o bandido assumiu a direção e fugiu pela Rua dos Crisântemos.

O caso foi registrado como roubo majorado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), do Centro. Quem registrou o boletim de ocorrência foi o esposo da vítima, um policial rodoviário federal

Dupla é presa após roubos no Aero Rancho, perseguição e acidente com moto Dupla é presa após roubos no Aero Rancho, perseguição e acidente com moto

O jovem Eduardo Ferreira, 18 anos, conhecido como Piá e Samurai, e um adolescente de 17 anos, foram detidos depois de roubar na noite de ontem (3) três pessoas na região Sul, em Campo Grande. A dupla foi capturada depois de bater a moto, usada para cometer os assaltos, em um ônibus na Rui Barbosa.

Eduardo Ferreira pilotava a moto usada no assalto Foto Minamar Júnior/midiamax.com

De acordo com boletim de ocorrência, por volta das 23 horas, policiais militares deram ordem de parada aos suspeitos, no bairro Aero Rancho. Eles não acataram e houve perseguição, que só terminou na área central, após acidente.

Segundo o registro policial, a dupla bateu com a moto na porta da frente do coletivo de transporte urbano. A motocicleta foi parar em baixo do ônibus e ainda assim o piloto correu e foi preso a uma quadra do local, escondido em uma árvore.

O adolescente foi apreendido no local do acidente e na cintura dele foi encontrado um revólver calibre 32. Com a dupla, os militares localizaram celulares que tinham sido roubados de três pessoas horas antes.

O primeiro na rua dos Democratas , quando foram abordadas Samanta Godoy e Bruna Barreto nesses assaltos foram levados celulares e bolsas com os documentos pessoais.

No outro assalto, Eliel Cabral, de 26 anos foi abordado na Rua dos Pianos, sendo roubado um aparelho celular.

Os policiais constataram ainda que a moto ocupada pelos suspeitos tinha sido furtada no dia 31 de dezembro último, na capital sul-mato-grossense. Os dois tiveram escoriações por conta do acidente.

 

 

Homens discutem em supermercado na Capital e um acaba esfaqueado Homens discutem em supermercado na Capital e um acaba esfaqueado

Dois homens discutem na fila do caixa de um supermercado e um deles acaba esfaqueado. O fato aconteceu na manhã de hoje (2) dentro do Fort Atacadista, localizado na avenida Presidente Vargas, bairro Santo Amaro, em Campo Grande e o autor das facadas foi preso no local.

A vítima levou três facadas e foi encaminhada ao PS da Santa Casa Foto Cleber Gellio/campograndenews

Durante a discussão, um dos homens chamou o outro de sem vergonha, além de afirmar que este teria entrado em sua casa. Os clientes que faziam compras no local acionaram a PM, que separou os dois.

Uma das testemunhas disse que enquanto os policiais conversavam com os brigões no pátio do estabelecimento, um deles deu três facadas no outro. O Corpo de Bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram chamados e a vítima foi encaminhada para o PS Santa Casa.

No entanto, a PM informou que quando chegou ao local um dos homens já estava ferido.

O autor das facadas foi detido e encaminhado ao 7º DP da Capital.

 

Carro roubado é encontrado abandonado após acidente em Campo Grande Carro roubado é encontrado abandonado após acidente em Campo Grande

Um carro roubado em Campo Grande por volta das 20h30 dessa quarta-feira (1º), foi encontrado abandonado cerca de duas horas depois, após se envolver em acidente. De acordo com registro policial, nenhum suspeito pelo crime foi localizado.

Carro roubado ficou danificado devido ao acidente, diz polícia (Foto: Nadyenka Castro/ G1 MS)

Conforme boletim de ocorrência, o veículo pertence a uma jovem de 20 anos que disse à Polícia Militar (PM) ter sido rendida por dois homens encapuzados e com armas de fogo, no Jardim Centenário, e obrigada a entregar o automóvel.

Por volta das 22h30, a polícia foi avisada de que um carro havia sido abandonado depois de bater em outro estacionado. Segundo relato de testemunhas à PM, após a colisão, três homens desceram do automóvel e o empurraram, enquanto duas mulheres ficaram dentro.

O carro foi empurrado até uma rua próxima e lá abandonado. O veículo está com danos na parte da frente.

G1

Informação e Contato

O Jornal MS é focado em conteúdo de notícias gerais, políticas, policiais, automotivas, tecnológicas, serviços, entretenimento, esportes, além de vídeos compartilhados.

Notícias do Mato Grosso do Sul e do mundo!

Redes Sociais

Categorias mais populares