Policial voltar para a home

Homem é preso depois de matar enteada a facadas no Taveirópolis Homem é preso depois de matar enteada a facadas no Taveirópolis

Wilson Ribeiro, de 44 anos, confessou ter matado a enteada Tatiana Ferreira Mendes Souza, 33, na madrugada de hoje (24), no bairro Taveirópolis, em Campo Grande.

Depois de ter esfaqueado a mulher, Padrasto ficou esperando a chegada da polícia, no local. Foto Nealla Machado / midiamax.com

Segundo informações, Tatiana era usuária de drogas e durante uma briga de família o padrasto chegou em casa alcoolizado e alega que desarmou a vítima, pegou faca e desferiu vários golpes contra a ela. Ela foi ferida no rosto, boca, tórax e pernas

Depois de ter esfaqueado a mulher, ele ficou esperando a chegada da polícia, no local.

A mãe da vítima, Ernide Fátima Ferreira de 54 anos que acionou o Corpo de bombeiros mas quando o socorro chegou ao local Tatiana já estava morta.

Wilson, que esta preso na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Bairro Piratininga, convive com a mãe da vítima há 26 anos.

Dois homens são encontrados mortos em uma oficina no Aero Rancho Dois homens são encontrados mortos em uma oficina no Aero Rancho

Dois homens foram encontrados mortos nos fundos de uma oficina mecânica na rua Jornalista Valdir Lagos no bairro Aero Rancho, em Campo Grande, na noite dessa sexta-feira (23). De acordo com a Polícia Civil, eles foram assassinados.

Uma das vítimas estava com uma faca na mão e apresentava quatro perfurações em uma das pernas. O outro corpo tinha ferimentos na cabeça e perfurações provocados por faca nas costas.

Segundo a Polícia Militar (PM), vizinhos contaram que havia uma festa na oficina e por volta das 23h30 viram quatro pessoas em frente ao local e em seguida ouviram discussão. Eles acionaram os militares, que encontraram os corpos no imóvel.

Conforme a PM, o proprietário da oficina José Augusto dos Santos, disse que estava viajando e deixou o local sob os cuidados das duas vítimas, que aparentando ter idade entre 30 e 50 anos ainda não foram identificadas.

Nenhum suspeito pelo crime foi identificado.

PM atira em bandido em tentativa de assalto em Campo Grande PM atira em bandido em tentativa de assalto em Campo Grande

Um aolescente de 16 anos foi baleado após tentar assaltar o policial militar Francisco Osmar da Silva Júnior, 25 anos,, na madrugada desta sexta-feira (23), no Jardim Panamá, região noroeste de Campo Grande.

Conforme a Polícia Militar (PM), o ferido e outros dois rapazes, que estavam armados, mais tarde foi constatado que a arma éde brinquedo, renderam o policial e tentaram levar o aparelho celular dele.

Ainda de acordo com a PM, a tentativa de assalto aconteceu às 5h50 enquanto o militar fazia caminhada pela região.

Após entregar o telefone, o militar reagiu e, além de ferir um dos suspeitos, conseguiu deter outro. O terceiro envolvido conseguiu fugir enquanto o policial imobilizava um dos rapazes, mas foi preso posteriormente.

Os bandidos foram identificados como Anderson da Silva Cândido, 26 anos e Ronnie Vhester Rocha Arguelho, 24 anos.

Anderson tem passagem por desacato e Ronnie, por tentativa de assalto e tráfico de drogas. Ambos estão presos na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos).

O jovem ferido foi levado à Santa Casa da capital sul-mato-grossense e os outros dois foram encaminhados à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro. Os três devem responder pelo crime de roubo na forma tentada.

Polícia prende dois acusados de executar o delegado Paulo Magalhães Polícia prende dois acusados de executar o delegado Paulo Magalhães

Dois homens estão presos, acusados de participação na execução do delegado aposentado e professor universitário Paulo Magalhães, ocorrida no dia 25 de junho último, em Campo Grande. Magalhães morreu quando buscava a filha na escola, no bairro Jardim dos Estados. Ele foi atingido por cinco dos seis tiros de uma arma de calibre nove milímetros, de uso restrito do Exército.

Morte de Paulo Magalhães pode estar se encaminhando para o esclareciment

Apontados como pistoleiro e transportador, o guarda municipal José Moreira Freires e Antônio Benites apresentaram-se acompanhados de advogados, na sede do Grupo Armado de Repressão a Roubos, Assaltos e Sequestros (Garras).

O advogado de José Moreira, Renê Siufi foi quem apresentou o suspeito da pistolagem às autoridades policiais e alega que seu cliente não tem envolvimento algum com o assassinato do delegado aposentado.

Ele disse que irá analisar o inquérito policial para verificar as fundamentações das denúncias. “Ele é réu primário, tem profissão, agora é esperar pelo inquérito e entrar com recurso para que responda em liberdade”, disse.

Ainda de acordo com o advogado, a suspeita teria surgido por conta de denúncia anônima. O guarda municipal disse a Siufi que estava em outro lugar no momento do crime.

A mesma tese, negativa de autoria, está sendo seguida pelo outro acusado, que compareceu à polícia com outro advogado. Freires, que também trabalha como segurança num estabelecimento hospitalar, está recolhido numa cela da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar) e Benites, funcionário de uma instituição de educação, ainda está recolhido na cela do Garras.

O terceiro suspeito, identificado como Rafael e que teria dado cobertura aos dois executores no local do crime, ainda se encontra foragido. Ainda não há informações sobre quem seria o mandante ou mandantes.

O assassinato vem causando polêmica e até levou a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) a pedir ao Ministério da Justiça a investigação pela Polícia Federal. A entidade teme que o crime fique impune, como ocorreu com os assassinatos de Edgar Pereira e Eduardo Carvalho.

O delegado Alberto Vieira Rossi, do Garras, evitou confirmar as prisões. “Não vamos falar nada porque o caso está sob segredo de Justiça”, garantiu.

Os dois homicídios seguiram o mesmo trâmite de Magalhães, foram colocados sob segredo de Justiça e até hoje não houve a punição dos envolvidos na execução.

Dois suspeitos da morte de delegado estão presos na Capital

Polícia ainda não têm pistas da causa para execução no Aero Rancho Polícia ainda não têm pistas da causa para execução no Aero Rancho

João de Souza Gondim foi executado a tiros, por volta das 18h40min de sábado (17), na Rua da Divisão, Bairro Aero Rancho, em Campo Grande.

Fiat Estrada foi recolhido e deve passar por perícia. Foto Minamar Junior/midiamax.com

Segundo o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciops), o atirador se aproximou em uma moto e efetuou os disparos contra João que era foragido da Justiça e estava em um veículo Fiat Strada com a esposa e as duas filhas, de dez meses e nove anos, no momento do crime.

Pelo menos três tiros atingiram o motorista, dois acertaram o peito e o terceiro a cabeça.

O veículo seguiu sem rumo até colidir em uma caminhonete D-10 que seguia sentido contrário.

Fiat Estrada foi recolhido e deve passar por perícia. Foto Minamar Junior/midiamax.com

Equipes do Samu foram acionadas, mas a vítima já estava sem vida. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (IMOL).

Na caminhonete estava o motorista Benedito José dos Santos, 59 anos, e um passageiro de 70 anos, que não teve o nome divulgado. Eles não ficaram feridos.

Ainda de acordo com as informações dos policiais a mulher e as crianças que estavam no banco da frente do carro escaparam por pouco dos projetes. A família está muito abalada e ainda não encontrou motivações para o crime.

João de Souza Gondim já havia sido preso e estava com mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas.

A policia continua investigando o motivo da execução, até agora ninguém foi preso. A 5ª delegacia de Polícia investiga o caso.

Traficante de MS é preso com 692 quilos em Ribeirão Preto Traficante de MS é preso com 692 quilos em Ribeirão Preto

A Polícia Militar Rodoviária de São Paulo apreendeu 692 quilos de maconha e prendeu um homem em flagrante por tráfico de drogas. O fato ocorreu no último sábado (17), em Ribeirão Preto (SP) mas só foi divulgado nesta segunda-feira (19). O entorpecente, segundo a polícia, saiu de Ribas do Rio Pardo (MS).

Droga que saiu de MS seria entregue em Ribeirão Preto (SP) Foto: Divulgação

Durante fiscalização, policiais da 4ª Companhia do 3º Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (3º BPRv) pararam uma caminhonete, na altura do km 2 do acesso para a Rodovia dos Bandeirantes.

Foram encontrados 704 tabletes de maconha na carroceria e dentro do veículo. A droga pesou 692 quilos.

Questionado, o homem que dirigia a caminhonete disse que trouxe o entorpecente de Ribas do Rio Pardo, no interior de Mato Grosso do Sul, para a cidade de Ribeirão Preto.

O suspeito foi preso em flagrante e levado à Delegacia de Polícia Federal de Ribeirão Preto, onde a ocorrência foi registrada. Ele permanece preso, à disposição da Justiça.

Polícia identifica rapaz que cometeu assaltos no Aero Rancho Polícia identifica rapaz que cometeu assaltos no Aero Rancho

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), concluiu ontem (16) as investigações de dois roubos ocorridos em comércios do Bairro Aero Rancho em Campo Grande. O primeiro a um supermercado, em 15 de julho e o outro a um posto de combustíveis, no último dia 09 (sexta-feira).

De acordo com o delegado Fabiano Nagata, os dois crimes foram praticados por Luis Felipe de Oliveira da Silva, 19 anos e um outro comparsa, ambos estão foragidos. “O acusado Luis Felipe foi reconhecido pelas vítimas, por esse motivo representamos por sua prisão preventiva, que foi decretada pela justiça, mas até o momento o acusado não foi localizado”, esclarece o delegado.

Segundo relatos das vítimas os roubos foram praticados por dois indivíduos que chegaram em uma motocicleta 300 cilindradas, cor dourada e renderam as vítimas através de ameaças com um revólver e uma pistola.

Luis Felipe de Oliveira da Silva possui cadastros criminais por roubo e porte ilegal de arma, e estava recolhido no Presídio de Campo Grande de onde foi liberado em 22 de junho deste ano.

Foragido na Capital é capturado com arma em Aquidauana Foragido na Capital é capturado com arma em Aquidauana

Um foragido da Colônia Pena Agrícola de Campo Grande foi capturado ontem (15), em Aquidauana, com um revólver calibre 38, sem munição, com numeração raspada. Ele tentou fugir na motocicleta que pilotava, mas acabou sendo alcançado.

Arma e motocicleta foram apreendidas Foto: Divulgação

Na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, os PMs descobriram que o autor, além do porte ilegal de arma de fogo, também não possuía CNH. A ficha criminal dele é extensa, com diversas passagens pela polícia, incluindo furto, roubo com emprego de arma de fogo, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, violência doméstica, entre outras. O jovem confessou que estava foragido e que procurava um lugar para se esconder em Aquidauana.

Arma de fogo e moto foram apreendidas.

Acusado de estuprar menina de 13 anos é preso na Capital Acusado de estuprar menina de 13 anos é preso na Capital

Um homem de 29 anos, foi preso na tarde desta quinta-feira (15), acusado de estuprar uma adolescente de 13 anos. A prisão foi feita por policiais civis do GARRAS (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros).

F. T. L. de 29 anos também possuía mandado de prisão em aberto, expedido pela 3ª Vara Criminal.

O caso foi investigado pela DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Polícia prende 2 e identifica suspeitos que balearam PM em assalto Polícia prende 2 e identifica suspeitos que balearam PM em assalto

Um jovem de 19 anos foi preso, na madrugada desta quarta-feira (14), sob suspeita de participar da tentativa de roubo que deixou um policial militar Eloy Orosco Figueira, de 35 anos baleado em Campo Grande. O crime ocorreu na noite de sexta-feira (9), em frente a uma mercearia na rua Goiatuba no Jardim Morenão.

Jovem estaria dirigindo carro do tio no dia do crime.Foto: Gustavo Arakaki/ G1 MS

A prisão do rapaz foi feita por policiais da Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais (Cigcoe) no Jardim Los Angeles, região sul da cidade.

Segundo a Cigcoe, o jovem dirigia o carro utilizado no crime. Por meio de denúncias anônimas, a polícia chegou até o suspeito, que estava na casa do pai e com o veículo estacionado, o que facilitou a identificação.

A polícia também informou que o suspeito tem passagem por outros crimes. Ele alegou que tinha conhecimento de que os outros envolvidos que estavam no veículo tentariam roubar a motocicleta do policial, que foi ferido quando tentou impedir o assalto. A polícia já identificou mais três jovens que permanecem foragidos.

O veículo utilizado no assalto foi apreendido. Segundo o jovem, o carro é do tio dele e ele levaria para arrumar. Além do suspeito, um homem que receptou o celular roubado do proprietário da mercearia também foi detido.

No veículo estava o jovem e mais três pessoas
já identificadas. Foto: Gustavo Arakaki/ G1 MS

Os suspeitos e o veículo foram encaminhados à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do bairro Piratininga. Os envolvidos devem responder pelo crime de latrocínio na forma tentada.

Com Informações G1

Informação e Contato

O Jornal MS é focado em conteúdo de notícias gerais, políticas, policiais, automotivas, tecnológicas, serviços, entretenimento, esportes, além de vídeos compartilhados.

Notícias do Mato Grosso do Sul e do mundo!

Redes Sociais

Categorias mais populares