Policial voltar para a home

Rapaz é baleado no peito e na nuca e está em estado grave na Santa Casa Rapaz é baleado no peito e na nuca e está em estado grave na Santa Casa

Jean Carlos Maciel Costa, de 23 anos, está internado em estado grave na Santa Casa desde o início desta madrugada (25). Ele, segundo informações da Polícia Civil, sofreu um atentado quando estava no Conjunto Habitacional Estrela Dalva, localizado na rua Uirapuru, em Campo Grande.

No local, por volta da meia noite e meia, Jean bebia com um amigo quando um homem moreno e de estatura baixa, chegou no local e atirou nele. A polícia foi ao local e encontrou a vítima caída no chão com um tiro na nuca e três no tórax.

Jean possui passagens na polícia por ameaça, lesão corporal dolosa, roubo qualificado, uso de arma de fogo e, agora, como vítima de tentativa de homicídio. O caso é investigado pela 3ª Delegacia de Polícia.

Tiroteio deixa duas mulheres baleadas em conveniência na Afonso Pena Tiroteio deixa duas mulheres baleadas em conveniência na Afonso Pena

Duas mulheres foram baleadas no início da manhã deste domingo (45) na conveniência P22, localizada nos altos da avenida Afonso Pena.

Foto Divulgação

O crime aconteceu por volta das 6 horas e as vítimas foram Adriana dos Santos, de 25 anos, funcionária do estabelecimento, e Karine Alves da Silva, de 25, era cliente.

Uma pessoa de 28 anos que presenciou a cena, mas pediu para não ser identificada, disse que estava na companhia de Karine quando dois homens chegaram no local para comprar cigarros.

A cliente aguardava na fila para para fazer o pagamento do lanche e foi baleada no tórax. O carro da testemunha também foi atingido pelos disparos, sendo um na porta e o outro no para-choque.

Segundo a Polícia, outras pessoas contaram que o atirador estava num Golf branco na companhia de mais duas pessoas.

Os levantamentos a perícia concluíram que foram disparados entre 9 e 10 tiros e todos na direção da conveniência.

Rapaz completa 18 anos, briga com Bombeiro e acaba preso pela PM Rapaz completa 18 anos, briga com Bombeiro e acaba preso pela PM

A Polícia Militar (PM) prendeu na madrugada deste sábado (23), em Campo Grande, Júlio César Souza Marques, que havia acabado de completar 18 anos e se envolveu em uma confusão em uma loja de conveniências, foi imobilizado por um soldado do Corpo de Bombeiros de folga e ainda foi flagrado com um carro furtado, um facão e uma chave mixa.

Júlio César Souza Marques nega envolvimento em
confusão (Foto: Nadyenka Castro/ G1 MS)

O Jovem nega ter participado da briga e do furto do veículo. O bombeiro militar Guilherme Michelan testemunhou a confusão e afirma que o jovem estava envolvido.

De acordo com a PM, Marques e outras quatro pessoas chegaram em um carro de passeio à conveniência localizada na rua Antônio Maria Coelho por volta das 5h. Após alguns minutos, brigaram com um grupo que estava no local. Houve agressões.

Ainda segundo a PM, o carro usado pelo suspeito e pelos amigos foi danificado com garrafadas. Eles entraram no veículo. Marques, que estava ao volante, não conseguiu ligar o automóvel que, desengatado, desceu a via de ré e bateu no carro de Michelan.

Segundo PM, carro foi danificado e com suspeito foi encontrado facão e chave mixa (Foto: Nadyenka Castro/ G1 MS)

O servidor público conta que estava na fila no estabelecimento, testemunhou a confusão e, ao ver o dano no carro dele, foi atrás de Marques, que abandonou o veículo e correu. Alguns quilômetros depois, o militar conseguiu deter o rapaz até a chegada da polícia.

A PM informou que o veículo usado pelo grupo em que o suspeito estava havia sido furtado na quinta-feira (21). Com Marques havia uma chave mixa e um facão. Não é descartado o envolvimento dele em outros crimes.

Suspeito

De acordo com a PM, Marques é suspeito de envolvimento no falso sequestro que terminou com um carro caído no rio Anhanduí, no dia 14 de novembro, após perseguição policial. O rapaz confirma a participação à polícia e conta ainda que, quando adolescente, foi apreendido várias vezes.

 

O rapaz relata que mora na casa do pai, que está preso por homicídio e de tentativa de homicídio. Diz que estudou até o 6º ano, deixou de frequentar a escola em 2012 porque “não estava dando certo” e que é usuário de maconha.

O jovem declarou também que os pais são separados e que a mãe o repreende por conta da ficha criminal.

G1
Ladrões roubam lanchonete em frente da Uniderp e baleiam dono Ladrões roubam lanchonete em frente da Uniderp e baleiam dono

O dono de uma lanchonete que fica em frente da Anhaguera Uniderp, na rua Ceará no Bairro Chácara Cachoeira em Campo Grande, foi baleado por volta das 23 horas durante assalto na noite desta sexta-feira (22).

Foto Ilustrativa

Mais três acadêmicos, Renato Cuenga, Mauricio Martins ambos de 22 anos e Franklin Dias Fletcher de 33 anos foram assaltados enquanto lanchavam no local.

De acordo com o registro policial dois homens armados levaram cartões, dinheiros, Carteira Nacional de Habilitação e dois celulares (Apple e Samsung) das vítimas.

Durante o assalto, um dos assaltantes atirou três vezes para cima e depois atingiu o dono da lanchonete, que foi encaminhado para a Santa Casa por Franklin.

Adolescente escapa após ser acorrentado, jogado em buraco, apedrejado e alvo de tiros Adolescente escapa após ser acorrentado, jogado em buraco, apedrejado e alvo de tiros

Um adolescente de 17 anos viveu momentos na noite de ontem (21), em Campo Grande. A mãe dele informou a polícia que ele estava andando duas ruas acima de casa, no Bairro Danúbio Azul, quando foi abordado por volta das 22h40 por um conhecido de 46 anos que perguntou se ele não queria uma carona para ir à casa de um amigo no Jardim Noroeste.

No caminho, quando passavam pelo Jardim Veraneio, o homem que estava armado, parou o carro e mandou o adolescente descer senão ele iria morrer. A vítima obedeceu e teve as mãos acorrentadas pelo autor, que o empurrou em um buraco.

Durante uma hora o homem o questionou sobre o porquê da polícia estar atrás dele, enquanto o adolescente respondia que não sabia. O bandido tentou enforcar o jovem com a correia de uma máquina, que arrebentou. Segundo a polícia, o pescoço do menino ficou cheio de marcas.

Depois disso, o autor também agrediu a vítima com pedradas na cabeça e afirmou que o colocaria no porta-malas do Gol. Nesse momento, ele deixou a arma no carro e o adolescente empurrou o homem e conseguiu fugir correndo.

O suspeito, ainda disparou três tiros contra o adolescente, mas não conseguiu acertá-lo. De lá, o jovem foi para a residência de um amigo do pai, na Rua São Luiz de Cáceres e passou a noite no local. Pela manhã, entrou em contato com a mãe e os dois foram registrar a ocorrência na polícia.

Durante o depoimento, a vítima também disse que viu uma pá escondida no carro do homem. O caso foi registrado como tentativa de homicídio.

Gaeco acompanha depoimentos sobre a morte de Paulo Magalhães Gaeco acompanha depoimentos sobre a morte de Paulo Magalhães

O promotor que atua no processo que apura a execução do delegado aposentado Paulo Magalhães, decidiu pedir o apoio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) para acompanhar o depoimentos dos acusados.

Os acusados pela morte do delegado chegando ao Fórum Foto Foto: Gerson Walber/Correio do Estado

Para Humberto Lapa Ferri, há fortes indícios de que o crime tenha sido encomendado pelo crime organizado, principalmente pelo jogo do bicho. Magalhães foi morto no dia 25 de junho deste ano na Capital.

Na primeira audiência para a oitiva de testemunhas realizada ontem, Marcos Roberto Dietz, promotor que atua no Gaeco, esteve presente acompanhando o conteúdo dos depoimentos.

Ficou claro durante as oitivas que o clima era de medo, inclusive com a ausência de alguns dos depoentes por receio de represálias.

Das vinte testemunhas de acusação arroladas pelo Ministério Público, apenas 17 compareceram ao fórum.

José Moreira Freires, de 40 anos, guarda municipal, e Antônio Benites Cristaldo, de 37, segurança particular, os dois acusados da morte do delegado, foram retirados da sala para depoimento das testemunhas. Elas declararam que temiam os réus.

Pai “encomendou” sequestro de recém-nascida para pagar dívida com drogas Pai “encomendou” sequestro de recém-nascida para pagar dívida com drogas

Robson dos Santos Rossimaister, 22 anos, apontado como pai da bebê recém-nascida, que foi sequestrada no último fim de semana em Campo Grande, prestou depoimento à polícia na tarde de ontem (19) e foi preso no início da noite acusado de ser o ‘cabeça’ do roubo da própria filha. O crime foi encomendada pela manicure Renata Silva de Jesus, 33 anos, que estava grávida e perdeu o filho recentemente.

De acordo com a polícia Robson é o mediador do sequestro Foto Diego Alves / midiamax.com

De acordo com o delegado Paulo Sérgio Lauretto, da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), as investigações apontam que o bebê seria entregue como pagamento de uma dívida de drogas. “Ele foi preso, já que teoricamente foi ele que mediou a ação”, afirmou o delegado.

A menina foi encaminhada para o Hospital Regional Rosa Pedrossian, onde passou por exames. Ela já está em casa com a família. Nicole foi encontrada em uma casa no bairro Tiradentes, em posse da manicure, que foi presa em flagrante.

A sequestradora relatou à polícia que foi presa em 2008, em Corumbá e que teria uma dívida de R$ 4 mil em drogas. A criança sequestrada seria o pagamento desta dívida. “É um crime ligado ao narcotráfico”, afirmou o delegado.

Renata contou que não entregou o bebê antes, porque estava com medo de ser presa. Ela disse ainda que conheceu bolivianos em uma viagem ao país vizinho para comprar roupas e que não pagou pelo sequestro.

A polícia não descarta a possibilidade de a manicure fazer parte de uma quadrilha que pratica roubo de crianças.

A polícia espera também prender o marido de Renata, identificado como Carlos dos Santos, que também participou do sequestro e também tenta identificar os bolivianos citados por Renata de Jesus que está presa em uma das celas da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA).

Robson foi encaminhado para as celas da Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos), após passar por exames de corpo de delito no Imol (Instituto Médico e Odontológico Legal).

O caso

A recém-nascida foi sequestrada por pessoas armadas e encapuzados na noite de sábado (16), em Campo Grande. O crime ocorreu 10 horas após a mãe ter alta médica.

No dia 13 de novembro, o bebê nasceu. No outro dia, testemunhas constataram a presença de um “veículo estranho” rondando a rua 10, onde reside a adolescente.

No sábado, às 11h, ela foi liberada e, conforme a Polícia, a bebê estava com a mãe e a avó, voltando da casa da tia, quando homens armados a poucos metros de casa, em uma esquina, as abordaram e tiraram bebê do carrinho, à força, e sumiram.

A Criança seria registrada nesta segunda-feira (18) com o nome de Nicole.

A criança foi encontrada por volta de 11h30 de ontem (19) na Rua da Flauta, no bairro Tiradentes, em Campo Grande, três dias após ser sequestrada.

Mãe da bebê raptada, a adolescente de 14 anos, e a avó Meire da Silva Batista, estiveram na tarde desta segunda-feira (18) na Depca para ficar com o bebê. A criança passa bem.

Polícia encontra bebê sequestrado e prende mulher no bairro Tiradentes Polícia encontra bebê sequestrado e prende mulher no bairro Tiradentes

A Polícia Civil encontrou por volta das 11h30 desta terça-feira (19), o bebê recém-nascido que havia sido sequestrado no sábado (16), no bairro Dom Antônio Barbosa.

Mulher que foi encontrado com o bebê chega a delegacia. Foto: Marcos Ermínio / campograndenews

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Paulo Sérgio Lauretto, a criança estava na rua da Flauta, no bairro Jardim Tiradentes, na casa de uma mulher, identificada apenas como Renata, que foi presa.

Na casa dela, além da criança sequestrada, estava uma filha adolescente da suspeita e o carro Fiat Premium placa ACP-197 utilizado no sequestro.

A criança estava em uma casa na rua da Flauta, no bairro Jardim Tiradentes Foto Minamar Junior / midiamax.com

Lauretto disse que a criança será levada para a delegacia e que a mãe do bebê e os familiares já foram avisados. “O bebê estava em poder da sequestradora que estaria dentro do veículo no dia. Nossa prioridade era a localização da criança. Agora procederemos o interrogatório formal da mulher presa em flagrante”, explicou.

Conforme o delegado, a criança está “aparentemente bem cuidada”. O Conselho Tutelar foi acionado pela polícia para acompanhar a entrega da criança para a mãe, uma adolescente de 14 anos.

Carro placa ACP-197 utilizado no sequestro.Foto Minamar Junior / midiamax.com

Segundo o delegado, a polícia chegou à casa após denúncias. Lauretto interrogava uma testemunha que presenciou o sequestro quando a denúncia chegou à Polícia.

Sobre a motivação do sequestro, Lauretto explicou que a mulher presa informou que estava grávida e que perdeu um bebê. Renata disse à polícia que os sequestradores tinham uma dívida com ela e que a única maneira de pagar essa dívida era sequestrando uma criança recém-nascida. O valor e o motivo do débito não foram informados. ”Por conta disso ela se interessou em adquirir esse bebê para substituir o que ela tinha perdido”, afirmou.

O bebê foi sequestrado por volta das 21h30, por pessoas armadas e encapuzados na noite do últimoe sábado. O crime, segundo a Polícia, ocorreu 10 horas após a mãe ter alta médica.

No dia 13 de novembro, o bebê nasceu. No outro dia, testemunhas constataram a presença de um “veículo estranho” rondando a rua 10, onde reside a adolescente. No sábado, às 11h, ela foi liberada e, conforme a Polícia, ainda não havia registrado a menina porque precisava ir ao Juizado da Infância e Juventude.

A Polícia aponta, até o momento, que três homens e uma mulher roubaram o bebê com três dias de vida.

PF prende músico com 75 kg de cocaína e ‘batedor’ em Campo Grande PF prende músico com 75 kg de cocaína e ‘batedor’ em Campo Grande

A polícia federal fez mais uma grande apreensão de drogas. Desta vez, 75 quilos de cocaína. O flagrante ocorreu ontem, por volta de 3 horas na rodovia 262, na saída de Campo Grande para Três Lagoas (MS).

A PF interceptou um veículo conduzido por um músico, de 39 anos, residente em Campo Grande e, durante a vistoria, foi constatado evidências de adulteração na lataria do carro.

Como no local não permitia melhor verificação e diante de fundadas suspeitas de que o veículo estaria transportando drogas, os policiais resolveram levar o carro para sede da PF em Campo Grande onde, após minuciosa busca, inclusive com auxílio de cão farejador, encontraram 72 pacotes (pesando no total 75 quilos) com cocaína escondidos nas laterais e fundo falso do veículo.

Diante informações que um segundo veículo estaria dando apoio ao músico, outra equipe da PF conseguiu interceptar uma camioneta conduzida por um homem, com 37 anos e que trabalha no comércio de compra e venda de veículos, e que na ocasião fazia o papel de “batedor”.

Durante depoimento, o empresário alegou inocência, muito embora afirma que mantenha amizade de infância com o músico.

Durante o depoimento, o primeiro a ser preso disse ter sido contratado por uma pessoa em Ponta Porã, fronteira com o Paraguai, para transportar a droga até Campinas (São Paulo), onde entregaria a uma pessoa que faria contato com o mesmo em um posto de combustível na entrada da cidade. Entretanto, não informou dados sobre o contratante e do destinatário que pudessem ajudar a polícia na identificação.

Os presos foram autuados em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, que prevê pena de até 15 anos de reclusão.

Dourados Agora
Polícia divulga foto de recém-nascido sequestrado por homens armados Polícia divulga foto de recém-nascido sequestrado por homens armados

A Polícia Civil procura pelo bebê recém-nascido que foi levado em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, por homens armados no último sábado (16).

Foto Divulgação

Segundo a polícia, a menina estava no carrinho empurrado pela mãe quando homens se aproximaram em um carro e a levaram. A foto da criança foi divulgada pela polícia.

O bebê tem tinha apenas cinco dias e não possuía registro de nascimento. A mãe, uma adolescente de 14 anos, disse à polícia que iria fazer o registro na segunda-feira (18) porque estava esperando se recuperar do parto, mas não teve tempo. Ela deu entrevista à imprensa, mas não quis se identificar. A menina deve se chamar Nicole.

A polícia informou que, pelas testemunhas, dois homens estavam em um carro. Eles ainda não foram identificados.

O delegado Paulo Sérgio Lauretto informou que existem boatos de que mais uma criança foi levada por criminosos da mesma forma, mas somente uma ocorrência foi registrada, da pequena Nicole. O delegado disse acreditar que algum conhecido pode ser o suspeito, mas o caso será investigado. Cartazes com a foto da criança foram colocadas pela cidade.

R7

Informação e Contato

O Jornal MS é focado em conteúdo de notícias gerais, políticas, policiais, automotivas, tecnológicas, serviços, entretenimento, esportes, além de vídeos compartilhados.

Notícias do Mato Grosso do Sul e do mundo!

Redes Sociais

Categorias mais populares