Postagens com as tags: Capital voltar para a home

Capital poderá ter primeira central de alimentos orgânicos Capital poderá ter primeira central de alimentos orgânicos

Recurso de R$ 1,25 milhão já foi solicitado por entidades ligadas à agricultura familiar

Campo Grande poderá ter a primeira central de processamento de alimentos orgânicos, com investimento de R$ 1,25 milhão, de acordo com reportagem publicada hoje (25) no jornal Correio do Estado. O projeto foi encaminhado ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Fundação Banco do Brasil por cooperativas ligadas à agricultura familiar, atendendo à chamada pública do Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Planapo) do Governo federal. A proposta é concentrar no mesmo espaço alimentos orgânicos e melhorar a qualidade dos produtos que serão comercializados.

Agricultura familiar será beneficiada com a central
(Foto: Valdenir Rezende/Arquivo)

De acordo com Osmar José Schossler, presidente da Cooperativa dos Produtores Orgânicos da Agricultura Familiar (Organocoop), uma das entidades que estão à frente do projeto, a central possibilitará ao consumidor adquirir produtos orgânicos, processados para a comercialização. “A cenoura, por exemplo, será cortada em palitinhos, embalada”, ilustra Schossler. Processos semelhantes ocorrerão com outros alimentos.

A proposta foi encaminhada há cerca de 50 dias e, de acordo com Schossler, a resposta pode ser dada em pouco tempo.

“Estamos aguardando”, diz, enfatizando que se trata de projeto que está sendo avaliado e, por isso, não se pode assegurar a instalação da central. Como o projeto reúne diferentes entidades ligadas à produção familiar, a central ofertará não apenas produtos agrícolas, mas também os da pecuária orgânica. “Poderá ter, por exemplo, leite orgânico”, afirma Schossler. Ele acrescenta que a iniciativa deverá estimular produtores familiares a buscar o certificado de orgânico.

Hoje são 62 os associados à Organocoop. Schossler estima que, com a central, esse número aumente para, pelo menos, cem famílias. Para comercializar seu produto como orgânico, o produtor familiar deve fazer parte de um grupo vinculado à Organização de Controle Social (OCS), explica Schossler. Ele acrescenta que o produtor pode procurar a cooperativa para ser auxiliado neste sentido.

Correio do Estado
Homem é preso em flagrante roubando prédio público na Capital Homem é preso em flagrante roubando prédio público na Capital

Rubson Oliveira de Souza foi preso em flagrante ontem à noite (20) após ser flagrado dentro de uma das salas da Secretaria de Estado de Administração, no Parque dos Poderes, em Campo Grande.

Segundo o registro policial, ele retirou um ar condicionado do suporte e conseguiu entrar em uma das salas do prédio. Enquanto vasculhava o cômodo, um guarda patrimonial percebeu a movimentação e chamou a PM.

Em razão de a porta estar fechada, o guarda não conseguiu entrar na sala, mas equipes da Polícia Militar chegaram e mesmo com a fuga dele pela entrada do ar condicionado, os militares conseguiram capturá-lo.

Rubson não disse para os policiais o que pretendia levar da sala do prédio e foi preso por furto qualificado com destruição ou rompimento de obstáculo e vai responder pelo crime.

Ele foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro da cidade.

Feirantes pedem à Olarte para que feira orgânica seja permanente na Capital Feirantes pedem à Olarte para que feira orgânica seja permanente na Capital

A Feira Orgânica está localizada na Praça do Rádio e comercializa produtos sem agrotóxicos em Campo Grande

O prefeito Gilmar Olarte (PP) esteve presente na manhã desta quarta-feira (20), na Feira Orgânica, localizada na Praça do Rádio, em Campo Grande. Há cinco anos a feira comercializa produtos naturais sem a presença de agrotóxicos. Durante o evento, os feirantes pediram ao prefeito que o ponto seja considerado fixo, já que a feira acontece somente nas quartas-feiras e sábados, no local.

Foto: Deivid Correia

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e Agronegócio, Edil Albuquerque, contou existe uma conversa com os produtores rurais e o setor hoteleiro e de restaurantes para saber se a produtividade atende a demanda existente. “Precisamos saber se a produção é suficiente e se atende o setor para podermos manter a feira fixa no local”, comentou.

Para o feirante Adão Cardoso, de 48 anos, informou que trabalha há 12 anos no setor e que toda a família tira o sustento do local. “A minha família vive da venda dos hortifrutigranjeiros e com o recurso que tiramos aqui conseguimos pagar os financiamentos rurais para manter a terra que somam R$ 5 mil”, comenta.

A outra feirante Clarice Ribeiro, de 44 anos, explica que trabalha no local há três anos e com as vendas dos produtos a ajudou financeiramente . Ela conta que produz os alimentos no assentamento rural localizado na saída de Rochedo e que toda a sua produção tem saída rápida. “Todos os produtos que eu coloco na minha banca, logo são vendido, todos os produtos são frescos e tem boa saída. Por isso, a gente pede ao prefeito que o ponto seja fixo.

Em resposta, o prefeito Gilmar Olarte comentou que vai dar continuidade as ações e que vai criar oportunidades para a feira continue no local. O evento faz parte da programação dos 115 anos do Aniversário de Campo Grande.

Reprodução/Top Midia
Prefeito aposta em novo hospital para suprir demanda na Capital Prefeito aposta em novo hospital para suprir demanda na Capital

O prefeito Gilmar Olarte afirmou, durante evento neste sábado (16), que o Hospital Municipal e Pediátrico vai “remediar” a falta de leitos na saúde pública de Campo Grande. Na última sexta-feira, o Ministério Público Estadual (MPE) deu prazo de dez dias para que a prefeitura solucione o problema na rede pública de saúde.

refeito quer Hospital Pediátrico funcionando o mais rápido possível
(Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado)

Conforme Olarte, o novo hospital está sendo aberto para isso, mas apesar da pressa e do prazo dado pelo MPE não apresentou uma data para que a unidade começasse a operar. O hospital, que vai funcionar onde era o Hospital Sírio Libanês, na Avenida Afonso Pena, tem 40 leitos para crianças e outros 60 para adultos, além de centros cirúrgicos. “Estou abrindo um hospital para isso: para resolver o problema de leitos em Campo Grande”.

O arrendamento junto ao grupo Kadri foi assinado no dia 5 de agosto, porém, conforme o prefeito, “na hora que estiver pronto vamos começar os trabalhos ali”. Para ele, a decisão do MPE mostra que o projeto da unidade é importante e “dá uma resposta a quem não queria o hospital”.

Com Informações Correio do Estado
Criança está isolada em unidade de saúde da Capital com suspeita de gripe A Criança está isolada em unidade de saúde da Capital com suspeita de gripe A

UPA do Bairro Coronel Antonino está aberta e atende população normalmente nesta manhã

Uma criança está isolada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Coronel Antonino, em Campo Grande. O motivo é a suspeita de que ela estaria com a gripe A.

foto
Foto: Gerson Oliveira – Correio do Estado
Criança permanece isolada, mas UPA funciona normalmente

O posto de saúde funciona normalmente e continua aberto para atender a população da Capital neste sábado (9).

Dezoito mortes causadas pelo vírus Influenza A foram registradas em Mato Grosso do Sul este ano. A Secretaria de Saúde recomenda procurar atendimento ao apresentar os sintomas: febre, tosse, dor de garganta e dores nas articulações, musculares ou de cabeça.

Correio do Estado 
Policial militar de férias mata ex-mulher a tiros e comete suicídio na Capital Policial militar de férias mata ex-mulher a tiros e comete suicídio na Capital

O soldado da policial militar Luciano Gomes Chamorro, de 28 anos, matou a ex-mulher, Mayara Cristina da Silva, 22 anos, e cometeu suicídio por volta das 11h50 desta quarta-feira (6), no bairro Nova Jerusalém, ao lado das Moreninhas, em Campo Grande.

Tragédia aconteceu no Bairro Nova Jerusálem Foto: Gerson Oliveira – Correio do Estado

O militar que é lotado em Dois Irmãos do Buriti estava de férias em Campo Grande, na casa da mãe. Ele teria pegado o carro dela, um Celta, branco, placas NRS-4954, de Campo Grande (MS) e dito que iria conversar com a ex, o qual estava separado desde março deste ano.

De acordo com a polícia, chegando lá ele a chamou, mas a jovem não saiu. Luciano então entrou no imóvel e atirou na vítima, que estava dentro de um quarto. Em seguida, o PM se matou.

Informações preliminares é que ele teria dado três tiros, sendo dois nela, que estava de bruço na cama e um no ouvido dele. Os irmãos de Mayara ligaram para o 190 do Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança) para informar a situação e cuidaram para que a criança não visse a cena dos pais.

Conforme familiares, o casal viajou com a menina no fim de semana, pois Mayara não permitiu que a filha fosse sozinha com o pai.

Luciano entrou na corporação no ano de 2010, no município de Corumbá. Equipes das polícias Militar e Civil estão no local. O delegado Thiago Macedo, da 4ª delegacia de polícia, é o responsável pelo caso.

Rapaz é sequestrado perto de universidade e tem caminhonete roubada na Capital Rapaz é sequestrado perto de universidade e tem caminhonete roubada na Capital

Um rapaz de 25 anos viveu momentos de terror na noite de ontem (5), em Campo Grande. De acordo com o boletim de ocorrência, ele estava parado em sua caminhonete S-10, na Rua Ceará, perto da Universidade Anhanguera/Uniderp, dando seta para fazer uma conversão, quando um homem armado abriu a porta do passageiro e entrou no veículo. Ainda conforme o registro policial, o criminoso apontou o revólver para a vítima e ameaçou: “continue dirigindo e não pare, porque senão eu atiro em você”.

Foto Ilustrativa

Os dois ficaram rodando pelo Centro da Capital, até que na altura da Rua 14 de julho, outros dois bandidos entraram na caminhonete e o jovem foi colocado no banco traseiro. Depois de algum tempo, os três pararam em uma casa, que a vítima não soube dizer para a polícia a localização, e obrigaram o jovem a entrar em um quarto. O jovem ficou em um colchão por algum tempo e depois de algumas horas viu que os bandidos tinham ido embora.

A vítima saiu da casa e andou até um residencial situado na Avenida dos Crisântemos na Vila Sobrinho, e pediu ajuda ao porteiro. Equipes da Polícia Militar foram chamadas e apesar das buscas os três bandidos e a caminhonete ainda não foram encontradas.

O celular e dinheiro do jovem também foram levados. O caso foi registrado como roubo majorado pelo emprego de arma na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro da Capital e será apurado pela Polícia Civil.

Bandidos ‘levam chumbo’ ao tentar assaltar revendedora de gás na Capital Bandidos ‘levam chumbo’ ao tentar assaltar revendedora de gás na Capital

Uma revendedora de gás do bairro Jardim Monumento, em Campo Grande, foi invadida ontem (4) por dois assaltantes. Um deles, porém, foi ferido por um policial que estava de folga e é irmão do proprietário. O assalto ocorreu por volta das 18 horas.

O Vectra branco usado no crime foi apreendido pela polícia Foto: Francisco Júnior

De acordo com informações do registro policial, no mesmo terreno do estabelecimento vive a família do irmão do agente, que inclui além dele, a mulher e um menino de quatro anos.

Eles disseram à polícia que estavam na revendedora na hora quando uma pessoa entrou pelo portão, que eles pensaram ser um parente. No entanto, era um dos ladrões, que anunciou o assalto.

Após o assaltante Diego Augusto da Silva, de 22 anos, render seu irmão, o policial militar Bruno Ubirajara Paiva Oliveira, de 31, sacou a arma, mas o ladrão conseguiu desarmá-lo.

Em seguida, o segundo assaltante, identificado por Luiz Felipe Gomes dos Santos, de 26 anos, entrou no local, também armado, mas acabou sendo agredido pelo PM.

Bruno conseguiu desarmar o ladrão e atirou contra um deles. Ferido no pescoço e nas nádegas, Luiz Felipe fugiu do estabelecimento na companhia de Diego em direção a um carro que dava cobertura pra eles. No veículo estava Douglas Borges Cardoso, de 28 anos.

Pouco tempos depois, os três foram em busca de socorro no posto de saúde do bairro Aero Rancho. Eles deixaram Luiz no local e fugiram.

Equipes da PM fizeram buscas pelo Vectra usado pelo trio e encontraram o carro na Vila Nhá-Nhá. Os dois foram presos em flagrante. Uma moto que estava no local e o carro foram apreendidos

Após passar por atendimento médico, Luiz também foi preso em flagrante. Os três irão responder pelos crimes de roubo e por tentativa de homicídio contra o policial militar. Eles não conseguiram levar nada do estabelecimento.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga. O caso será apurado pela Polícia Civil.

Batata e tomate contribuem para queda no preço da cesta básica na Capital Batata e tomate contribuem para queda no preço da cesta básica na Capital

O levantamento mensal realizado no mês de julho pela Semac (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia) apontou que o custo da Cesta Básica Alimentar apresentou queda de 4,17% em Campo Grande, em relação ao apurado no mês anterior.

Batata ficou 20,66% mais barata e tomate 18,31%,

Conforme o levantamento, os 15 produtos da cesta foram adquiridos por R$ 293,85 em julho, contra R$ 306,64 no mês de junho.

No acumulado do ano, o índice apresenta variação positiva de 2,95% e, nos últimos seis meses, 1,64%.

Segundo o levantamento dos técnicos da Semac, entre os produtos pesquisados, nove apresentaram queda nos preços, com destaque para: batata (20,66%), tomate (18,31%), feijão (11,44%), laranja (9,67%), alface (8,40%), óleo (4,79%), açúcar (1,74%), macarrão (0,44%) e banana (0,28%).

Os produtos que registraram alta nos preços foram: arroz (3,06%), pão francês (2,36%) e carne do tipo agulha (1,18%), enquanto margarina e sal mantiveram os preços inalterados.

De acordo com o levantamento, a colheita da batata está sendo realizada nas regiões produtoras e seguirá por mais um mês, em razão do atraso no plantio e na colheita devido ao clima atípico nos primeiros meses de 2014, aumentando o volume ofertado do mercado interno.

Os produtos hortifrutigranjeiros são suscetíveis a fatores sazonais e, durante o mês de julho, foram realizadas ofertas e promoções que refletiram positivamente para o trabalhador, contribuindo para a queda do preço da cesta, que significou R$ 12,79 de economia para o consumidor.

Nos últimos seis meses, os produtos que apresentaram maiores altas nos preços foram: tomate, carne, pão, arroz e óleo. Em contrapartida, no mesmo período, registrou queda nos preços: laranja, alface, feijão, macarrão e leite.

Cesta Básica Familiar

A pesquisa que levanta o custo da Cesta Básica Familiar registrou queda de 1,29% na Capital, em relação ao apurado no mês anterior. Os 44 produtos puderam ser adquiridos por R$1.327,79. No levantamento anterior, estavam custando R$1.345,18.

Informação e Contato

O Jornal MS é focado em conteúdo de notícias gerais, políticas, policiais, automotivas, tecnológicas, serviços, entretenimento, esportes, além de vídeos compartilhados.

Notícias do Mato Grosso do Sul e do mundo!

Redes Sociais

Categorias mais populares