Postagens com as tags: Corpo voltar para a home

Corpo de DJ encontrado morto em Itaipava será cremado nesta segunda Corpo de DJ encontrado morto em Itaipava será cremado nesta segunda

Theo Back, filho do cineasta Sylvio Back, foi encontrado morto dentro de uma casa, no último sábado. A polícia ainda investiga o caso

O corpo de DJ Theo Back, que morreu no último sábado, em Itaipava, na Região Serrana, será cremado nesta segunda-feira, às 18h, no Memorial do Carmo, no Caju.

Filho do cineasta Sylvio Back, Theo, de 24 anos, foi encontrado já sem vida num banheiro de uma casa, ao lado da namorada Camila Almeida, que estava desacordada e foi levada para encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cascatinha, em Petrópolis.

Dj Theo Back foi encontrado morto em Itaipava, no último sábado. Seu corpo será cremado nesta segunda-feira, às 18h, no Caju
Foto: Reprodução Facebook

Policiais da 106ªDP (Itaipava), seguem investigando a morte do DJ. Eles aguardam a recuperação da namorada da vítima para que ela possa prestar depoimento, além do caseiro. A suspeita dos bombeiros é de que houve vazamento de gás no imóvel.

O DIA
Corpo com facadas e tiros é encontrado na BR-163 em Dourados Corpo com facadas e tiros é encontrado na BR-163 em Dourados

A Polícia Civil encontrou no final da manhã desta terça-feira o corpo de um jovem de 15 anos em uma estrada vicinal de acesso a BR-163, próximo ao frigorífico Seara/JBS.

Corpo foi jovem foi encontrado em estrada vicinal

Ele foi assassinado com vários golpes de faca em diferentes partes do corpo, além de tiros na cabeça. Provavelmente tentaram atear fogo na vítima, pois sua jaqueta estava queimada.

O corpo do jovem, morador na rua Colômbia, no Parque das nações I, foi localizado após denúncia anônima. Ao chegar no local, os policiais encontraram o corpo em cima de uma ponte, coberto com uma jaqueta queimada.

Segundo a perícia, a vítima levou facadas no peito, no braço, na barriga e no pescoço. Os tiros foram somente na cabeça.

Segundo a polícia, o jovem tem passagens por furto e até agora não há informações sobre os motivos do crime, que serão apurados. O corpo foi encaminhado para o IML.

Douradosagora
Corpo de idoso desaparecido há cinco dias é encontrado boiando em usina hidrelétrica Corpo de idoso desaparecido há cinco dias é encontrado boiando em usina hidrelétrica

O corpo do idoso, Euclides Mendes Ricardo, de 97 anos, que estava desaparecido desde a última quinta-feira (26), foi encontrado boiando na manhã desta terça-feira (1), nas águas da Usina Hidrelétrica de Costa Rica.

Corpo de idoso é encontrado boiando em Usina Hidrelétrica de Costa Rica

De acordo com o boletim de ocorrência, um guarda da usina realizava o patrulhamento no local quando avistou o corpo boiando.

Ricardo, que sofria de Alzheimer, havia saído de casa na última quinta-feira e estava desaparecido.

O corpo do idoso foi encaminhado para Paranaíba onde será submetido a exame necroscópico que deve confirmar a causa da morte.

Edição de Notícias
Corpo de vereador é encontrado esquartejado e carbonizado Corpo de vereador é encontrado esquartejado e carbonizado

Desaparecido desde o último dia 11, o corpo do vereador Júlio César de Freitas (PMN), de Pontal (351 km de São Paulo), foi encontrado esquartejado e carbonizado na tarde de quinta-feira (26) pela Polícia Militar em um canavial próximo ao município.

Foto Folha.com

Segundo o delegado titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Sertãozinho (333 km de São Paulo), Targino Osório, não há suspeitos do crime e a investigação será iniciada a partir da localização do corpo do vereador.

“O corpo foi encontrado, mas não dava para reconhecer. Foi feito uma análise pela arcada dentária que identificou que o corpo era do vereador”, afirmou Osório.

O vereador tinha 47 anos. Ele foi visto pela última vez ao deixar um ginásio de esportes do município. Ele era ainda professor e coordenador de esportes.

No dia 12, o carro do vereador foi encontrado em chamas em um canavial próximo a Cajobi (422 km de São Paulo). No dia do desaparecimento, a porta da cozinha da casa onde ele morava foi encontrada aberta. Uma televisão havia sumido.

A investigação será feita em parceria por policiais de Sertãozinho e Pontal.

Folha.com
Preso viciado acusado de matar e atear fogo ao corpo de homem para roubar Preso viciado acusado de matar e atear fogo ao corpo de homem para roubar

Carlos Gonçalves, de 22 anos, acusado de matar o comerciante Luis Alberto Rogeski, 59, foi preso na noite de ontem (24), em Alto Taquari (MT). Policiais civis de Costa Rica (MS), onde o jovem estava com mandado de prisão em aberto, se deslocaram até Mato Grosso para buscá-lo.

Carlos Gonçalves foi capturado em Alto Taquari Foto: Divulgação

O acusado será apresentado em coletiva de imprensa às 10h. Carlos é conhecido no meio policial como “homem-aranha”, pois, em seus crimes, escala alturas aparentemente impossíveis. Ele já foi preso cinco vezes por delitos na cidade.

Foto Eu Conto Tudo

De acordo com a Polícia Civil, Carlos foi surpreendido pelo proprietário do mercado no momento em que praticava mais um de seus crimes. Para garantir a impunidade, ele matou a vítima de forma cruel e depois ateou fogo em seu corpo. Em seguida, o acusado fugiu do município. Conforme o delegado Cleverson Alves dos Santos, Carlos é usuário de drogas.

Com informações do Eucontotudo.com

Dono de bar é assassinado e tem corpo queimado dentro de casa Dono de bar é assassinado e tem corpo queimado dentro de casa

Luis Alberto Rogeski, 59 anos, foi encontrado morto no começo da noite desta segunda-feira (23), dentro de seu estabelecimento comercial localizado na cidade de Costa Rica, a 384 quilômetros de Campo Grande.

Foto Eu Conto Tudo

Vizinhos da vítima sentiram cheiro forte de gás. Ao chegar ao local, viram que o estabelecimento estava tomado por fogo. Eles invadiram o local, arrombando a porta dos fundos, e encontraram o corpo de Luis em chamas.

Algumas pessoas ainda tentaram apagar o fogo com água, mas não conseguiram salvar a vítima, que já estava morta. O local estava revirado e o corpo do homem estava embaixo de uma cama, com várias perfurações, indicando que alguém o atingiu com golpes de faca e depois ateou fogo.

O delegado de plantão Dr. Hoffaman D’Avila Candido e Sousa trabalha com várias linhas de investigação, duas pessoas estão detidas, mas o crime e a motivação ainda não foram esclarecidos.

Os peritos criminais da cidade de Paranaiba/MS, Rolnan Felipe Montani e Marcela Cristina Rios Silva, estiveram no local fazendo o levantamento. O corpo da vítima foi encaminhado à cidade de Paranaiba/MS, para a confecção do laudo necroscópico. Ainda não se sabe onde o corpo será sepultado, a família da vítima reside no Estado do Paraná, mas ele residia sozinho nesse Estado há muitos anos.

 

Com Informações Eu Conto Tudo
Corpo de Stuart Angel teria sido enterrado na Base Aérea de Santa Cruz Corpo de Stuart Angel teria sido enterrado na Base Aérea de Santa Cruz

Rio – A Comissão Nacional da Verdade divulgou, na tarde desta segunda-feira, o depoimento do capitão reformado Álvaro de Oliveira Filho, anistiado político. Ele afirmou que o corpo do dirigente do MR-8 Stuart Angel teria sido enterrado junto à cabeceira da pista da base aérea de Santa Cruz. A CNV vai pedir escavações da área nas próximas semanas. Segundo Álvaro, ele teria ouvido a confissão de José do Nascimento Cabral.

Localizadas pela CEV-Rio, duas imagens datadas de 18 de outubro de 1971 mostram uma ossada que pode ser do militante do MR-8 Stuart Angel Foto: Divulgação

O capitão Lucio Barroso, ex-integrante do Centro de Informações de Segurança da Aeronáutica (Cisa) informou à Comissão da Verdade do Rio (CEV-Rio) que o torturador de Stuart Angel foi o mesmo de Rubens Paiva, o sargento da Aeronáutica Abílio Correa de Souza, que já morreu.
O ex-integrante do Cisa contou ainda que os militantes eram levados para prisões na 3ª Zona Aérea no Aeroporto Santos Dumont — e não para a Base Aérea do Galeão, como sempre se cogitou.

“O comando não se metia nestas coisas. Isto se dava entre os que trabalhavam ali, na informação. Quem buscou ele foi o Abílio”, afirmou Barroso, sobre a prisão do deputado. Ao falar do sequesto de Stuart, ele disse crer que “pode ter sido uma operação conjunta de várias forças”.

Investigando o caso há um ano, a jornalista e assessora da CEV-Rio Denise Assis ainda encontrou, no arquivo do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, um envelope com fotos de uma ossada descoberta na cabeceira do Aeroporto Santos Dumont em 18 de outubro de 1971. A prisão de Stuart ocorreu em 14 de maio do mesmo ano. A CEV-Rio acredita que as imagens possam ser dos restos mortais do líder do MR-8, mas aguarda o ICCE localizar o laudo feito após a retirada da ossada do aeroporto.

Além das fotos, o envelope continha um telex assinado pelo perito de local da Polícia Civil Jacques Wygoda. Segundo a coordenadora da pesquisa do caso e membro da CEV-Rio, Nadine Borges, Wygoda participou de outras perícias de local relativas a supostos suícidios ocorridos no DOI-Codi.

Até o momento, as informações existentes sobre o paradeiro de Stuart Angel baseavam-se na carta de denúncia feita pelo preso político Alex Polari de Alverga para a estilista Zuzu Angel, mãe do estudante. Ele contou ter presenciado a prisão e a tortura de Stuart no Grajaú, mas localizava a prisão de ambos na Base do Galeão.

Conforme Alex, Stuart foi torturado por cerca de dois dias. Os militares teriam amarrado sua cabeça a um cano de descarga de um jipe e depois ele teria sido arrastado no pátio da base. Mais tarde, Alex e Maria Cristina Ferreira, também presa política, dizem ter ouvido gemidos de Stuart ainda com vida na madrugada. De manhã, o corpo inerte foi retirado da cela.

Ele e Manoel Ferreira, outro preso político, apontam como torturadores do local, além do sargento Abílio, o brigadeiro João Paulo Moreira Burnier, comandante da 3ª Zona Aérea , o brigadeiro Carlos Affonso Dellamora, chefe do Cisa, o coronel Ferdinando Muniz de Farias e o capitão Lucio Barroso. De todos, apenas o último não morreu. Sobre Abílio, Alex dizia que seu codinome era Pascoal. No ano passado, o jornal ‘O Globo’ revelou que se tratava, na verdade, do sargento Abílio Correa de Souza.

Para o presidente da CEV-Rio, Wadih Damous, as investigações trouxeram avanços importantes. “O depoimento do agente Lucio Barroso joga novas luzes no caso do desaparecimento de Stuart, já que apresenta a hipótese plausível de ele ter sido torturado e morto nas dependências da antiga 3ª Zona Aérea no Santos Dumont. Para lá também foi levado o deputado Rubens Paiva, analisou Damous.

‘Banho de mar na cabeceira da pista’

Tanto a descoberta das fotos da ossada quanto o depoimento do capitão Lucio Barroso fizeram a Comissão da Verdade do Rio (CEV-Rio) voltar suas investigações para o Aeroporto Santos Dumont. No arquivo do Dops do Rio, foi localizado ainda um memorando do Cisa encaminhado pelo brigadeiro João Paulo Moreira Burnier e pelo tenente-coronel Ramiro de Oliveira Gama, chefe da Divisão de Informações de Segurança, à Secretaria de Segurança Pública da Guanabara.

No documento, o capitão Lucio Barroso assina uma sindicância sobre a situação de quatro fuscas de presos políticos da organização MR-8, capturados em 7 de maio de 1971 — sete dias antes do sequestro de Stuart Angel, dirigente da organização. Os carros foram vistoriados no pátio do 3º QG, que fica na área militar do Santos Dumont. Além disso, Lucio Barroso assina o recibo de reboque dos carros junto à empresa Rio Reboques Ltda, em 2 de junho.

Os carros eram usados por Zaqueu José Bento, Manoel Ferreira, José Roberto Gonçalves de Rezende e Amaro de Souza Braga. Todos do MR8, com exceção de Rezende, que era da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR).

No depoimento à CEV-Rio, Barroso negou a existência de tortura e disse que levava os presos para tomar banho de mar junto às pedras na cabeceira da pista. Mesmo local onde a ossada foi encontrada meses depois.

Barroso nega envolvimento na morte de Stuart

Embora tenha confessado saber sobre o funcionamento do Cisa e as prisões de Stuart Angel e Rubens Paiva, Lucio Barroso negou envolvimento na prisão dos opositores políticos.

Oficial graduado no exterior — ele fez o curso de Inteligência Militar na Escola das Américas no Panamá — acabou afastado de suas funções depois do desaparecimento do dirigente do MR-8.

No depoimento, ele contou frustrado que foi transferido para a diretoria de Documentação. Além dele, devido às denúncias de Zuzu Angel, toda a cúpula da Aeronáutica foi afastada no início de 1972, inclusive o ministro da época, Marcio de Sousa e Mello.

O DIA
Funcionários de usina encontram corpo de homem no meio de estrada em canavial Funcionários de usina encontram corpo de homem no meio de estrada em canavial

Na manhã desta quarta-feira (28), funcionários de uma Usina de Álcool de Costa Rica MS, encontraram um corpo, quando apagavam um incêndio na lavoura de cana.

Foto: William Silva – Costa Rica Viola

A lavoura está localizada em uma fazenda próximo ao aeroporto de Costa Rica, os funcionários foram acionados para apagar um possível foco de incêndio no canavial e ao passarem pela estrada lateral onde teriam acesso até o fogo, se depararam com o corpo de um homem nu no meio de uma estrada.

A Polícia Civil foi acionada e no local averiguou que o corpo estava totalmente despido e queimado além de apresentar vários ferimentos que possivelmente foram provocados por facadas. Nas imediações pode-se notar que o individuo se arrastou por alguns metros de dentro da lavoura até a estrada tentando fugir do fogo, onde veio a óbito.

De acordo com o Delegado de Polícia Civil Dr Cleverson Alves dos Santos, o homem teria sido morto no meio da lavoura de cana, e para tentar esconder o crime e o corpo o autor colocou fogo na plantação, mas possível assassino não esperava que a vitima se deslocasse até a estrada.

O apoio da pericia da Polícia Civil de Paranaíba MS foi solicitado pelo delegado para as medidas cabíveis, o corpo apresenta varias lesões e está coberto de sangue,com alguns vestígios de roupa na parte do pescoço e do braço, o que aumenta as suspeitas do delegado de ser um crime de conotação sexual.

O local foi isolado e esta protegido pela Polícia Civil aguardando a pericia que já foi acionada.

Costa Rica Viola
Brasileira é suspeita em caso de corpo enviado pelo correio Brasileira é suspeita em caso de corpo enviado pelo correio

A polícia japonesa investiga o caso de uma enfermeira cujo cadáver foi enviado de Osaka para Tóquio por um serviço de entrega expressa. O corpo de Rika Okada, de 29 anos, percorreu cerca de 400 quilômetros e foi descoberto em uma caixa de papelão de dois metros. No formulário de entrega, o conteúdo da encomenda foi descrito como sendo uma “boneca”.

A caixa estava dentro de um contêiner alugado – espaços muito usados por japoneses como garagem ou depósito – na cidade de Hachioji, subúrbio da capital japonesa.

Mas a “encomenda” foi entregue primeiramente em um apartamento, alugado em nome de uma brasileira, cuja identidade não foi divulgada pela polícia.

Os investigadores suspeitam que a jovem e uma chinesa possam estar envolvidas em um possível assassinato de Rika. As duas viajaram no começo deste mês para Xangai, na China, e não retornaram ao país.

A brasileira se entregou nesta terça-feira ao Consulado Geral do Japão em Xangai. A polícia do Japão havia solicitado sua extradição porque ela teria viajado com um passaporte japonês falso, informou a Fuji TV.

Além do documento, a polícia suspeita que a brasileira tenha utilizado os cartões de crédito de Rika. O valor total dos gastos passa de US$ 10 mil (mais de R4 22 mil).

A empresa transportadora disse que o pacote foi enviado de Osaka em nome de Rika.

Segundo divulgou a polícia, o depósito onde estava o corpo foi alugado também em nome da japonesa morta e pago com o cartão de crédito dela.

Os investigadores descobriram mais de uma dezena de perfurações em seu corpo, possivelmente feitas com uma faca, mas não encontrou ferimentos defensivos nos braços, segundo a imprensa local.

Caso complicado

O caso teve início com o desaparecimento da enfermeira, há dois meses. No dia 21 de março, ela não apareceu mais ao hospital onde trabalhava.

A mãe também não conseguiu entrar mais em contato com sua filha, mas só resolveu procurá-la agora, dois meses depois. Quando foi ao apartamento onde Rika morava sozinha, em Osaka, encontrou manchas de sangue.

Pouco antes do desaparecimento, ela tinha escrito em sua página no Facebook que estava indo se encontrar com uma amiga que não via havia muitos anos.

A brasileira e a japonesa teriam estudado juntas em um colégio de Osaka. Pelo teor da mensagem postada na rede social, Rika estava ansiosa e contente pelo reencontro.

Segundo o jornal Sankei, o pai da brasileira disse que a filha saiu de casa depois de uma briga, há três anos, e nunca mais entrou em contato. “Eu nem sabia que ela estava morando em Tóquio”, declarou ao jornal.

TERRA

Informação e Contato

O Jornal MS é focado em conteúdo de notícias gerais, políticas, policiais, automotivas, tecnológicas, serviços, entretenimento, esportes, além de vídeos compartilhados.

Notícias do Mato Grosso do Sul e do mundo!

Redes Sociais

Categorias mais populares