Postagens com as tags: acusado voltar para a home

Acusado de estuprar mulher na Avenida Coronel Antonino é preso Acusado de estuprar mulher na Avenida Coronel Antonino é preso

Equipe da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) apresentou nesta terça-feira (14), o acusado de ter estuprado uma mulher, de 34 anos, na Avenida Coronel Antonino, em Campo Grande (MS). Jeferson Teixeira de Souza, de 23 anos, foi preso ontem (13), na residência dele, no Bairro Monte Castelo.

Jeferson Teixeira de Souza, de 23 anos, foi preso no Bairro Monte Castelo
(Foto: Gerson Oliveira/Correio do Estado)

Segundo a polícia, a vítima estava em um ponto de ônibus, próximo a um posto de combustíveis, quando foi abordada por Jeferson.

De acordo com a titular da Deam, Rosely Molina, no momento da abordagem, o rapaz estava em uma motocicleta, de capacete e fingia estar armado. A vítima foi levada para um local próximo e foi obrigada a fazer sexo oral.

De acordo com informações da polícia, a vítima teria anotado parte da placa da motocicleta do criminoso e após investigação, policiais prenderam o autor.

Segundo a delegada, havia material genético na roupa da vítima, que foi encaminhado para exames.

Durante a apresentação na Deam, Jeferson, que trabalha como porteiro, confessou o abuso sexual.

Segundo a delegada, o jovem é suspeito de outro estupro, denunciado em agosto deste ano.

Foram apreendidos a motocicleta, o capacete e as vestimentas do rapaz. A polícia aguarda os laudos.

Acusado de matar jovem se apresenta à polícia e diz que foi roubado pela vítima Acusado de matar jovem se apresenta à polícia e diz que foi roubado pela vítima

Lucas Vinícius de Souza Teixeira, 18, morador no Jardim Piratininga, se apresentou na manhã desta sexta-feira (10) no 1º Distrito Policial de Dourados. Ele é o acusado de assassinar na noite do dia 8, Diego Caetano França de Deus, 24, com quatro tiros, num corredor público localizado no mesmo bairro onde mora.

Acusado de homicídio ao lado do advogado Nilson Alexandre
(Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)

Acompanhado do advogado Nilson Alexandre, o jovem afirmou que conhecia a vítima apenas de ‘vista’ e contou que dias antes do fato, o rapaz teria o assaltado, porém, o que motivou o crime foi um atentado.

Em seu depoimento ao delegado do SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Polícia Civil, Adilson Stiguivitis, Teixeira disse que estava saindo de casa quando avistou Diego no portão.

Armado, o rapaz efetuou dois disparos contra ele, que revidou o atingindo nos dois braços, costas e queixo. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado, mas a vítima já estava morta.

Questionado sobre a arma, disse que perdeu ao pular o muro para chegar até sua residência.

Após depoimento, Teixeira foi liberado e responderá pelo homicídio em liberdade.

Com Informações Dourados News
Padrasto é acusado de agredir e matar menino de dois anos Padrasto é acusado de agredir e matar menino de dois anos

Juliano Plácido Ferreira, de 21 anos, foi preso ontem à noite (30) suspeito de ter espancado até a morte o enteado de 2 anos e 5 meses. O crime aconteceu no bairro Jardim Vaticano, na cidade de Rio Verde de Mato Grosso (MS), região norte do Estado.

Juliano Plácido Ferreira é suspeito de matar o enteado
Foto Divulgação/Edição de Notícias

Segundo informações do site Edição de Notícias, a vítima deu entrada por volta das 17 horas no hospital daquela cidade já com parada cardiorrespiratória e suspeita de que tenha sido espancado. Embora preso em flagrante, Juliano não confessou o crime.

Segundo ainda o site, o crime aconteceu quando a mãe da criança, de 20 anos, foi levar a filha do casal, de 2 meses, para vacinar.

Ao retornar, ela perguntou pelo filho e Juliano disse que o menino almoçou e dormiu. Após algum tempo, a mulher estranhou que o menino ainda continuava dormindo e por volta das 17 horas tentou acordá-lo, mas ele não reagiu.

Imediatamente, ela pediu ajuda a uma vizinha e levou o filho para o Hospital Municipal, mas ele morreu pouco tempo depois de dar entrada. O padrasto contou que a criança havia caído no banheiro.

O menino estava cheio de hematomas pelo corpo e a equipe médica acionou o Conselho Tutelar e as polícias, Militar e Civil. A mãe acabou confessando que o marido agredia as crianças e que ela sofria ameaças para não denunciá-lo.

Juliano está preso em uma das celas da Delegacia de Polícia Civil do município, onde o caso está sendo investigado.

Papa Francisco destitui bispo acusado de proteger padre suspeito de pedofilia Papa Francisco destitui bispo acusado de proteger padre suspeito de pedofilia

O papa Francisco destituiu hoje (25) um bispo paraguaio acusado de proteger um padre suspeito de pedofilia, considerando a demissão uma decisão “dolorosa” tomada por “sérias razões pastorais”.

Papa Francisco acena ao deixar a Praça de São Pedro

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, o Vaticano afirma que a demissão do bispo de Ciudad del Este, Rogelio Livieres Plano, acontece na sequência da visita de uma delegação da Santa Igreja ao Paraguai para investigar um caso que levou à troca de acusações públicas entre líderes do clero do país vizinho.

O bispo Livieres foi publicamente atacado por colegas no Paraguai por promover e defender um padre argentino que tinha sido acusado de abuso sexual. “Esta grave decisão da Santa Igreja foi tomada por sérias razões pastorais e motivada pelo bem maior da unidade da Igreja em Ciudad del Este e na comunidade episcopal do Paraguai”, diz o comunicado.

O padre argentino Carlos Urrotigoity era o número dois de Livieres na diocese, apesar de ter sido acusado de molestar menores quando estava numa paróquia na Pensilvânia, nos Estados Unidos. A diocese norte-americana onde trabalhava considerou publicamente que ele era “uma ameaça séria para os jovens”.

Agência Brasil

 

Homem acusado de matar enteada de 2 anos diz que foi um ‘minuto de bobeira’ Homem acusado de matar enteada de 2 anos diz que foi um ‘minuto de bobeira’

O auxiliar de produção em uma fábrica de refrigerantes localizada na região sul de Campo Grande, Fernando Floriano Duarte, de 33 anos, , acusado de ter agredido e matado uma criança de 2 anos na noite de quinta-feira (18), em Campo Grande, está preso e deve prestar depoimento nesta sexta-feira (19), na Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA). Ele assumiu que cometeu a violência contra a enteada e alegou que agiu sob efeito de bebidas alcóolicas.

Acusado de matar a enteada está preso na DPCA Foto: Paulo Ribas/Correio do Estado

A suspeita é que o homem também tenha agredido o irmão da vítima, de 6 anos. Fernando, que se diz “arrependido”, relatou que tudo ocorreu em um “minuto de bobeira”.

Segunso a Polícia Civil, o homem vivia há dois anos com a mãe da criança. O crime ocorreu após a mulher sair para trabalhar e deixar as crianças com o padrasto. O Conselho Tutelar foi acionado.

Caso

Segundo informações do Conselho Tutelar, parentes da vítima disseram que o homem teria ligado mais tarde para a companheira dizendo que algo havia acontecido com a vítima.

“Depois dessa ligação a mãe foi para a casa e disse que já encontrou a criança desacordada. Ela chamou o socorro e veio para a UPA com a menina”, explicou a conselheira Ana Paula. Ainda conforme a conselheira, a criança já chegou morta à unidade de saúde.

O garoto de 6 anos, que está machucado, já está na casa de parentes. O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) e será investigado pela Depca..

Com Informações G1
Acusado de matar mulher a facadas acusou vítima de furto Acusado de matar mulher a facadas acusou vítima de furto

Fagner Luiz da Silva Teles, de 33 anos, foi preso pela polícia de Coxim acusado de matar a facadas a jovem Maria Lucineide Martinez, de 26 anos. O crime ocorreu na madrugada deste domingo (14), no Bairro Senhor Divino.

Crime teria sido motivo pelo furto de um celular e R$ 143 (Foto: PC de Souza)

Na versão do suspeito, o fato foi motivado pelo furto de um celular e de R$ 143, que teria sido praticado pela vítima, após um programa sexual no último dia 9.

Na ocasião, Fagner comunicou o crime à polícia e, foi por meio desse boletim de ocorrência que investigadores chegaram até o suspeito. Lucineide, que já havia prestado depoimento sobre o caso, negou o furto.

Testemunhas relataram que viram Fagner e Lucineide discutindo dias depois do suposto furto. Já a convivente da vítima, que era homossexual, chegou a informar ao Serviço de Inteligência Geral (SIG) que estava recebendo ameaça.

Autor e vítima estavam no último sábado em uma casa noturna no Bairro Senhor Divino, quando a mulher deixou o local e foi seguida por Fagner, que abordou desferiu vários golpes de faca em seu corpo. Mesmo ferida, ela caminhou alguns passos e caiu.

Próximo ao local do crime, a polícia encontrou uma bicicleta que pertence ao homem.

Com informações Edição de Notícias
Acusado de matar delegado na Bahia é preso em Mato Grosso do Sul Acusado de matar delegado na Bahia é preso em Mato Grosso do Sul

Renildo Nascimento de Jesus, o “Chicó”, de 37 anos, apontado como um dos envolvidos na morte do delegado Clayton Leão, que ocorreu em 2010 na cidade de Camaçari (BA), foi preso em Três Lagoas (MS).

Renildo foi preso num alojamento, na cidade de Três Lagoas Foto: Divulgação

De acordo com a Polícia Civil, Renildo foi recambiado para Salvador na semana passada, por investigadores do Grupo de Apreensão e Captura (Grac), do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ainda segundo a polícia, o acusado foi localizado em um alojamento de trabalhadores, no mês de agosto. Ele também é acusado de assassinar Jair Rosado durante um assalto em 2011.

O criminoso, junto com dois comparsas, roubou o carro da vítima e depois a atingiu com dois tiros. Ele chegou a ficar custodiado no Complexo dos Barris, em Salvador, mas fugiu dias depois.

Renildo está preso na Unidade Especial Disciplinar (UED), do Complexo Penitenciário de Mata Escura, onde aguardará julgamento dos crimes praticados.

Renildo Nascimento de Jesus, o “Chicó”, de 37 anos, apontado como um dos envolvidos na morte do delegado Clayton Leão, que ocorreu em 2010 na cidade de Camaçari (BA), foi preso em Três Lagoas (MS).

De acordo com a Polícia Civil, Renildo foi recambiado para Salvador na semana passada, por investigadores do Grupo de Apreensão e Captura (Grac), do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ainda segundo a polícia, o acusado foi localizado em um alojamento de trabalhadores, no mês de agosto. Ele também é acusado de assassinar Jair Rosado durante um assalto em 2011.

O criminoso, junto com dois comparsas, roubou o carro da vítima e depois a atingiu com dois tiros. Ele chegou a ficar custodiado no Complexo dos Barris, em Salvador, mas fugiu dias depois.

Renildo está preso na Unidade Especial Disciplinar (UED), do Complexo Penitenciário de Mata Escura, onde aguardará julgamento dos crimes praticados.

CORREIO 24 HORAS
Acusado de matar cartunista Glauco é preso por latrocínio Acusado de matar cartunista Glauco é preso por latrocínio

A Polícia Civil prendeu, nesta segunda-feira (1º), Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, de 29 anos, e outro homem, que não teve a idade divulgada, suspeitos de cometerem um latrocínio e uma tentativa de latrocínio em Goiânia. Carlos Eduardo, conhecido como Cadu, é acusado de matar o cartunista Glauco Vilas Boas e do filho dele, Raoni Vilas Boas, em 2010.

Carlos Eduardo, em 2010, ao ser preso no Paraná Foto: Reprodução/TV Globo

De acordo com o delegado responsável pela prisão, Tiago Damaceno, a prisão ocorreu após ele identificar o carro roubado em um dos crimes, ocorrido no domingo (31). “Eu tinha a placa e as características do Honda Civic que foi roubado no domingo, de um jovem de Goianésia. E hoje, dirigindo pela cidade, eu avistei esse carro e comecei a persegui-lo. Eu pedi ajuda de um guarda municipal. Ao perceber que estava sendo seguido, ele subiu na calçada e tentou fugir, mas acabou batendo no muro e foi rendido”, disse o delegado ao G1.

Liberdade

Apesar de ter confessado matar o cartunista Glauco e o filho dele, Cadu não chegou a ser julgado porque a Justiça o considerou inimputável, ou seja, incapaz de perceber a gravidade de seus atos. A doença mental não tem cura, mas tem controle, desde que seja tratada. Ele passou por tratamento em uma clínica psiquiátrica de Goiânia, mas, em agosto de 2013, a Justiça de Goiás decidiu que ele podia receber alta médica. A decisão foi tomada pela juíza Telma Aparecida Alves, da 4ª Vara de Execuções Penais.

A medida foi embasada na avaliação médica do Tribunal de Justiça de Goiás, feita em junho daquele ano, em que o rapaz recebeu parecer favorável à liberação. Segundo a decisão, Cadu, que tem esquizofrenia, estava apto a passar a fazer tratamento ambulatorial, em vez de ficar internado.

Duplo homicídio

Glauco e o filho foram assassinados em 12 de março de 2010, no sítio onde o cartunista morava, em Osasco (SP). Cadu confessou que invadiu a propriedade e atirou contra as vítimas. O rapaz frequentava a Igreja Céu de Maria, fundada por Glauco, que segue a doutrina religiosa do Santo Daime. No dia do crime, o jovem estaria sob efeito de maconha e haxixe.

Cadu também foi acusado de três tentativas de homicídio contra agentes federais, roubo, porte de arma com numeração raspada e tortura. Preso na Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu (PR), ao tentar fugir para o Paraguai, acabou indo para o Complexo Médico Penal do Paraná e, depois, transferido para Goiânia, onde ficou internado em uma clínica psiquiátrica e teve alta em 2013.

G1
Vítima de estupro reconhece acusado e diz que ele se parece com cantor Justin Bieber Vítima de estupro reconhece acusado e diz que ele se parece com cantor Justin Bieber

Um jovem suspeito de roubar e estuprar uma mulher, e mais dois comparsas envolvidos no crime foram apresentados, na manhã desta quinta-feira (28), na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), na Capital (MS).

Os acusados foram apresentados nesta quinta-feira
(Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado)

De acordo com a delegada Marília Brito, Renan Moreira Iris, de 19 anos, irá responder por tráfico de drogas, roubo e estupro. Ele é acusado de estuprar uma mulher, de 52 anos, e roubar o veículo dela, na Vila Carlota, no final de semana retrasado.

Ainda de acordo com a delegada, a vítima disse que o suspeito se parecia com o cantor Justin Bieber. Após a prisão, o acusado foi reconhecido pela mulher, porém negou o crime.

O trio foi descoberto a partir da recuperação do Pálio, ocorrida na última quarta-feira (13), na região de Aquidauana. Dorival Júnior Coelho Torres, de 24 anos, foi preso e irá responder por receptação. Ele negou participação no roubo e estupro, contudo, confessou que tentava levar o carro para a Bolívia. Já, Gutemberg Daniel Grillo, de 20 anos, foi preso dias depois, no Bairro São Conrado, e responderá pelo crime de posse ilegal de arma e latrocínio.

Segundo a polícia, há suspeita de que eles façam parte de uma quadrilha de arrastadores de carros roubados, para Bolívia e Paraguai.

Correio do Estado
Acusado de manter adolescente em cárcere se apresenta à polícia Acusado de manter adolescente em cárcere se apresenta à polícia

O  jardineiro Dirceu Benites, de 40 anos, acusado de manter em cárcere privado uma adolescente de 17 anos, se apresentou na tarde desta sexta-feira (22), na Delegacia de Atendimento à Criança e ao Adolescente (DEPCA), em Campo Grande. Ele está prestando depoimento ao delegado Paulo Sérgio Lauretto.

Pedido de ajuda foi escrito no verso de receita médica e entregue à farmacêutica (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

De acordo com a advogada do suspeito, Rosana Tognini, o homem disse que vivia bem com a menor. “Ele relatou que eles tinham desavenças conjugais como qualquer casal, mas são muito apaixonados e têm muito ciúme um do outro”, contou. De acordo com a advogada, Dirceu afirmou ainda que a garota sentia ciúme dele com a ex-mulher e com os filhos. Isso, segundo ele, pode ter motivado a denúncia.

O CASO

Na noite de segunda-feira (18), a adolescente foi a uma farmácia do bairro Guanandi com o suspeito e quando saía do comércio, entregou uma receita médica a uma funcionária do local. No verso da receita havia um pedido de socorro. Ela dizia que estava sendo vítima de cárcere privado.

Mãe e filho, de 5 meses, foram resgatados na casa onde moravam com o suspeito, a ex-mulher dele e dois filhos dele, de 11 e 15 anos, pela Polícia Militar (PM). A adolescente explicou à polícia que não denunciou o caso antes por medo do jardineiro, que fazia ameaças.

Segundo a PM, quando os policiais chegaram ao local, a garota estava agachada, com o filho no colo, assustada e pedia para ser tirada de lá.

Com Informações Correio do Estado

Informação e Contato

O Jornal MS é focado em conteúdo de notícias gerais, políticas, policiais, automotivas, tecnológicas, serviços, entretenimento, esportes, além de vídeos compartilhados.

Notícias do Mato Grosso do Sul e do mundo!

Redes Sociais

Categorias mais populares