Postagens com as tags: Corumbá voltar para a home

Justiça cancela leilão de área do Hospital de Corumbá Justiça cancela leilão de área do Hospital de Corumbá

O juiz da 3ª Vara Civil, Daniel Scaramella Moreira, decidiu na manhã desta sexta-feira (23) cancelar o leilão da área do Hospital de Corumbá, que estava avaliado em R$ 400 mil.

O leilão ocorreria em virtude de uma dívida contraída pela Santa Casa com a Sanesul, no período em que o hospital era administrado pela Associação Beneficente Corumbaense, antes da intervenção ocorrida em 2010.

A informação foi prestada pelo procurador geral do município, advogado Júlio César Pereira da Silva. Conforme ele, o Município ajuizou duas ações, uma na Vara da Fazenda Pública, de desapropriação, e a outra na 3ª Vara Civil, onde tramita a cobrança da Sanesul, para suspensão do leilão, decisão anunciada na manhã de hoje.

No site www.leiloesjudiciais.com.br já aparece a palavra ‘cancelado’. Júlio César Pereira informou ainda que a Prefeitura já requereu emissão de guia para recolhimento do valor (R$ 400 mil).

O leilão aconteceria nesta sexta e foi cancelado a partir de uma ação da Prefeitura, de desapropriação da área.

Acidente mata militar da marinha na BR-262 em Corumbá Acidente mata militar da marinha na BR-262 em Corumbá

O militar da Marinha José Henrique Santhiago Angola, de 22 anos, morreu em acidente ocorrido na manhã deste sábado (17), na BR-262, próximo ao portal de entrada da cidade de Corumbá (MS). As informações são do Diário Corumbaense.

José Henrique (no detalhe) era militar da Marinha Fotos: Ricardo Albertoni/Diário Corumbaense

A vítima conduzia um Celta, sentido Campo Grande/Corumbá, quando, por volta das 8h, teria perdido o controle da direção em uma curva. O veículo saiu da pista, bateu em uma árvore e capotou. O jovem, que estava sozinho no carro, foi arremessado para fora do carro e sofreu múltiplas fraturas.

O Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados, mas quando as equipes chegaram o militar já estava morto. A perícia da Polícia Civil também foi chamada para apurar as circunstâncias do acidente. José Henrique era militar da Marinha e servia no navio de apoio logístico fluvial Potengi, no 6º Distrito Naval de Ladário.

Com informações Diário On Line
PF deflagra ação contra quadrilha do tráfico; droga entrava no Brasil por Corumbá PF deflagra ação contra quadrilha do tráfico; droga entrava no Brasil por Corumbá

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (25), a Operação Krull, com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em tráfico internacional de drogas. Segundo a PF, o grupo criminoso era chefiado por um dos principais fornecedores de drogas para o Primeiro Comando da Capital (PCC).

Caminhão foi apreendido durante operação Foto: Polícia Federal/Divulgação

Cerca de 100 policiais cumprem 16 mandados de prisão e 15 mandados de busca e apreensão em Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo e Minas Gerais. Dos mandados de prisão, 13 já foram cumpridos. A PF investigava a organização criminosa há um ano e meio. O líder da quadrilha, que cumpria pena em regime aberto em Juiz de Fora (MG), articulava, desde Iturama (MG), todos os movimentos do grupo. Nessa cidade, ele se apresentava como pecuarista.

A PF também identificou outro integrante, que ficou conhecido por envolvimento no furto ao Banco Central de Fortaleza, em 2005, e atualmente controlava o tráfico de drogas na segunda maior favela paulista. A quadrilha adquiria a cocaína na Bolívia e a transportava por meio de aeronaves, utilizando pistas de pouso localizadas nas divisas entre os estados de Minas Gerais e Goiás. A droga também era transportada por terra, entrando no Brasil por Corumbá (MS).

Depois de entregue, o entorpecente era armazenado e posteriormente transportado em veículos com compartimentos ocultos até os compradores finais, em São Paulo e no Rio de Janeiro. O pagamento era feito por envio ou coleta de dinheiro (reais ou dólares), depósitos em contas bancárias próprias ou de terceiros, ou, ainda, por remessa de dólares por meio de casas de câmbio.

Durante as investigações, foram presas em flagrante 16 pessoas e apreendidos 721 quilos de cocaína, um caminhão, cerca de R$ 400 mil e 400 mil dólares. Os presos responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de tráfico internacional de drogas e organização criminosa, podendo cumprir até 23 anos de reclusão.

Feapan: Casa do Cavalo Pantaneiro congrega os criadores de Corumbá Feapan: Casa do Cavalo Pantaneiro congrega os criadores de Corumbá

Com o apoio do Sindicato Rural de Corumbá, tradicionais criadores do município instalaram no Parque de Exposição Belmiro Maciel de Barros a Casa do Cavalo Pantaneiro, inaugurada durante a Feapan (Feira Agropecuária do Pantanal), maior evento do agronegócio da planície realizado de 30 de outubro a 1º de novembro.

Foto Divulgação

A iniciativa visa promover a integração entre os membros do Centro de Criadores do Cavalo Pantaneiro de Corumbá e fomentar a realização de provas esportivas, como a do laço comprido. O presidente do núcleo, Carlos Albaneze Sahib, destacou que o cavalo pantaneiro já conquistou seu espaço na lida do campo e agora desponta nos esportes funcionais.

No ano passado, também durante a Feapan, foi construída uma pista de provas dentro do parque de exposição, e o próximo passo, segundo o presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Leite, é criar uma escolinha de aprendizes de laço. “Além do incentivo ao esporte equestre, as competições divulgam a raça e os animais são mais valorizados no mercado”, explicou o dirigente.

Pioneiros

Segundo a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Pantaneiro (ABCCP), existem hoje registrados 19 mil cavalos pantaneiros no Brasil, no Paraguai e na Bolívia, mas o número pode chegar a 100 mil. A principal característica da raça, introduzida na região no século XVI, é a rusticidade, sendo, ao mesmo tempo, dócil.

“A raça está cada vez melhor graças ao melhoramento genético e a profissionalização da mão de obra que trabalha com esses animais”, ressaltou Carlos Sahib, lembrando que o núcleo de criadores de Corumbá, criado há oito anos, tem hoje 12 membros e se constitui em um dos maiores do Pantanal.

Os criadores pioneiros do maior município pantaneiro, como José Benedito de Arruda Boabaid, Joaquim Eugênio Gomes da Silva Junior, Luciano Leite de Barros, Carlos Albaneze Sahib e João Francisco Lombardi Pereira Lima, foram homenageados durante a inauguração da Casa do Cavalo Pantaneiro com uma placa comemorativa.

Leilão

O 19º leilão do cavalo pantaneiro em Corumbá, como parte da Feapan, foi realizado no sábado à noite com a comercialização de 18 animais de várias regiões do Pantanal e também de Campo Grande. O movimento financeiro somou R$ 99.400,00, com destaque para o arremate de uma fêmea (lote 16), de propriedade do criador Luiz César Gonzales, vendida por R$ 12.600,00.

Reinaldo irá construir Hospital Regional em Corumbá e maternidade em Ladário Reinaldo irá construir Hospital Regional em Corumbá e maternidade em Ladário

O governador eleito Reinaldo Azambuja afirmou nesta quarta-feira (29), na Associação Comercial de Corumbá, que irá construir o Hospital Regional de Corumbá e a maternidade de Ladário. Foi a primeira entrevista coletiva de Reinaldo Azambuja no interior após a eleição.

Reinaldo Azambuja em entrevista coletiva nesta quarta Foto: Divulgação

“A regionalização da saúde só vai funcionar se o governo do Estado aportar recursos. É inconcebível Ladário não ter sua maternidade. Tem que nascer ladarense. Se não, daqui a algum tempo não teremos o cidadão ou a cidadã de Ladário”, relatou Azambuja.

Outro compromisso assumido pelo governador é o de dobrar o efetivo do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e cobrar do governo federal maior segurança na fronteira.

Reinaldo conversou com os prefeitos de Corumbá e Ladário, respectivamente, Paulo Duarte e José Antonio (ambos do PT), e colocou o governo do Estado à disposição para parcerias com os municípios.

O governador disse ainda que irá investir em logística, nos portos de Corumbá e Ladário, na recuperação da rede ferroviária da ALL e na integração das rotas turísticas, além de mudar a lei de incentivos para atrair investimentos para todas as regiões do Estado.

Feapan começa dia 30, em Corumbá, com leilões, prova de laço e shows gratuitos Feapan começa dia 30, em Corumbá, com leilões, prova de laço e shows gratuitos

A maior exposição agropecuária do Pantanal (Feapan) será aberta no próximo dia 30 de outubro, em Corumbá, reunindo a elite da pecuária e do cavalo pantaneiro da planície. O evento promovido pelo Sindicato Rural do município terá linhas de crédito do Banco do Brasil e do Sicredi, shows gratuitos no Parque de Exposição Belmiro Maciel de Barros e três leilões com a participação da Leiloboi.

Na Feira haverá lelão do cavalo Pantanaeiro

A programação da Feapan começa no dia 29, com o julgamento do cavalo pantaneiro, que segue no dia 30, quando ocorrerá a cerimônia oficial de abertura da tradicional feira, às 20h, no parque de exposição situado na BR-359. Este ano, a Feapan conta com o patrocínio da Famasul, Sebrae, Banco do Brasil, prefeitura de Corumbá e empresas privadas, dentre as quais a Vale Mineração.

Foto Divulgação

No dia 30, às 20h, acontecerá o leilão de machos e fêmeas nelore e cruzamento industrial para cria, recria e engorda. Cerca de 300 reprodutores nelore selecionados estarão sendo comercializados no 10º leilão da fazenda Esperança, no dia 31, com a participação especial da Empresa Marinho Agropecuária (Ema). O leilão do cavalo pantaneiro será no dia 1º de novembro, com 80 animais dos criatórios de Corumbá, Campo Grande, Rio Verde e Poconé (MT).

Prova de laço

O presidente do Sindicato Rural, Luciano Aguilar Leite, informou que o Banco do Brasil e o Sicredi disponibilizarão linhas de crédito para aquisição de animais (bovinos, caprinos e equinos), caminhões e implementos agrícolas, os quais estarão em exposição no parque. “Estamos aguardando grandes negócios este ano, com uma participação maior dos nossos criadores. A expectativa é muito boa”, disse Luciano.

No dia 31, uma das atrações do evento será a tradicional prova de lanço técnico (funcional) do cavalo pantaneiro, sucesso no ano passado, quando foi inaugurada a pista no Parque de Exposição Belmiro Maciel de Barros. No sábado (1º de novembro) acontecerá, pela manhã, uma prova aberta com premiação.

Shows gratuitos

O público terá acesso livre à feira, que disponibilizará praça de alimentação, parque de diversão e inscrições (na sede do Sindicato Rural) para cursos do Senar. No dia 29 de outubro, haverá um show pago com a dupla Jorge & Mateus. Os shows gratuitos que integram a programação da Feapan são: no dia 30, A Quintaneja; dia 31, grupo Eco do Pantanal; e no dia 1º de novembro, Alex & Ivan.

Reinaldo Azambuja faz campanha hoje em Corumbá Reinaldo Azambuja faz campanha hoje em Corumbá

O candidato do PSDB ao governo de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, participa de encontro com o movimento cristão; concede entrevista para emissoras de rádio e caminha pelo comércio, na manhã desta sexta-feira (17), em Corumbá.

Reinaldo faz campanha em Corumbá

À tarde, Reinaldo viaja para Aquidauana, onde participa de ação com movimento cristão, que conta com a participação do missionário RR Soares. Ainda no município, o tucano concede coletiva de imprensa na Associação Comercial e Industrial do município.

A agenda de campanha termina em Anastácio, onde o candidato se reúne com lideranças políticas.

Navio boliviano naufraga no rio Paraguai em Corumbá; jornalista e militar estão desaparecidos Navio boliviano naufraga no rio Paraguai em Corumbá; jornalista e militar estão desaparecidos

Um navio da Marinha boliviana naufragou na hidrovia Paraguai – Paraná na manhã desta terça-feira (23), na região de Forte Coimbra, em Corumbá (MS). A embarcação, de pequeno porte, tinha 27 ocupantes e somente dois estão desaparecidos, que são uma jornalista e um cadete da Marinha daquele país.

Jornalista Liliam Ortega
(Foto: Facebook)

A embarcação participava, ao lado de outros quatro navios, de uma travessia internacional que havia saído de Puerto Quijarro, cidade boliviana que faz fronteira com Corumbá, com destino a Assunção, capital do Paraguai.

De acordo com a Rádio Erbol, através de nota, a Marinha boliviana informou que a embarcação naufragada, no quilômetro 1.352 da hidrovia, era um rebocador TNR-12.

O Comando do 6º Distrito Naval encaminhou um helicóptero e o navio patrulha Penedo para a região. O naufrágio aconteceu aproximadamente 27 quilômetros da região de Forte Coimbra, em Corumbá.

Partiram no navio patrulha o 6º Distrito Naval, mergulhadores e médicos da Marinha do Brasil. Um militar da Armada Boliviana acompanha a comitiva brasileira.

Jornalista desaparecida

A jornalista Liliam Ortega, que apresenta o programa de televisão Aeronotícias do Canal 4 RTP, na Bolívia, é uma das duas pessoas que desapareceram no naufrágio.

Liliam publicou, na tarde de ontem, em sua conta no Facebook, uma foto dela a bordo do rebocador modelo TNR-12, com uma mensagem que dizia que aquela travessia era “histórica para a Bolívia” e pedia a Deus que cuidasse “muito” de todos que estavam a bordo daquela embarcação.

Foto Diário Corumbaense.
Correio do Estado
Homem encontra carteira com dinheiro, cartão com senha e devolve para dono Homem encontra carteira com dinheiro, cartão com senha e devolve para dono

Na tarde desta quarta-feira, 10 de setembro, Sonner Cristiano Galharte de Oliveira, de 39 anos, voltava da Bolívia quando, ao passar em frente ao Clube Recreativo de Sargentos e Subtenentes, na rodovia Ramão Gomez, viu uma carteira e parou com o intuito de se certificar se era mesmo o objeto que havia pensado.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Após confirmar, Sonner anunciou no grupo Troca & Trocas, do Facebook, que havia encontrado uma carteira com documentos pessoais, uma quantia em dinheiro e o principal, um cartão bancário com a senha. “Eu fui à Bolívia para comprar remédios, tenho um problema muito grave de saúde, e na volta vi algo e resolvi parar. Foi quando achei a carteira perto de um buraco.

Não pensei duas vezes em postar no Facebook. Eu fiz questão de devolver, pois sei como é ruim perder os documentos e ter que correr atrás para fazer tudo novamente. Em relação ao dinheiro, acredito que se não é meu não tem porque ficar comigo”, disse Sonner de Oliveira ao Diário Corumbaense. Mesmo com problemas de saúde, Sonner sempre pensa em ajudar o próximo. Ele é casado e pai de duas filhas. Horas depois de anunciar o achado na rede social, Edgar Dourado Paz foi buscar a carteira. Ele disse que essa atitude é rara atualmente e que Sonner é uma pessoa de bom coração.

“É a primeira vez que eu perco minha carteira assim, não sabia nem onde havia perdido, foi quando me avisaram que tinham encontrado e vim buscar.Essa atitude hoje em dia é rara, pois as pessoas não pensam mais no próximo, ainda mais quando se trata de dinheiro, muitas vezes devolvem só os documentos”, falou Edgar ao lembrar que na carteira havia o cartão de seu banco com a respectiva senha e a quantia aproximada de 45 reais.

Diario Online
Onça é solta no Pantanal após cair em armadilha em Corumbá Onça é solta no Pantanal após cair em armadilha em Corumbá

A onça, que vinha sendo monitorada na região de Forte Junqueira, em Corumbá, foi capturada na tarde da última terça-feira (2) e solta em uma área distante da zona urbana, na manhã de ontem.

Desde o momento quando o felino caiu na armadilha, onde um pedaço de coração bovino o atraiu para o interior dela, até a soltura, foram 12 horas de trabalho ininterrupto.

O animal vinha sendo monitorado por armadilhas fotográficas e filmagens desde o dia 07 de agosto. Por muitas vezes, a equipe chegou perto da captura, mas a desconfiança do felino fez com que muitas vezes ele se aproximasse da armadilha, porém não entrasse na estrutura.

“Essas imagens coletadas serão objeto de estudo e vamos inserir em nossos cursos, para mostrar como o animal se comporta. O monitoramento nos ajudou muito, porque foi possível estudarmos o jeito do animal se movimentar, se alimentar para conseguirmos chegar à captura”, afirmou o tenente-coronel Braga, comandante da Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul.

Como a onça apresentava bom estado de saúde e não possuía nenhuma lesão, a soltura foi realizada de forma imediata. Veterinários da Embrapa Pantanal e do Instituto do Homem Pantaneiro sedaram o felino para promover o transporte até área mais adentro do Pantanal que não foi atingida pela cheia e poderá propiciar condições necessárias para o bem-estar do animal.

Por precaução, a equipe não divulgou qual área foi a escolhida, porém afirmou se tratar do município de Corumbá, mas distante da zona urbana. A decisão surgiu do consenso entre os especialistas.

Com a captura da onça em Forte Junqueira, os esforços da equipe agora se concentram na região da Cacimba da Saúde, no bairro Cervejaria, localidade onde há relatos de aparições do felino e já foram montadas armadilhas.

“Nossa preocupação maior era com Forte Junqueira, pois a gruta onde o animal se refugiava ficava distante cerca de 100 metros de residências instaladas ali, então o risco à população era grande”, explicou o major Pádua, comandante da 2ª Cia da PMA em Corumbá.

Informação e Contato

O Jornal MS é focado em conteúdo de notícias gerais, políticas, policiais, automotivas, tecnológicas, serviços, entretenimento, esportes, além de vídeos compartilhados.

Notícias do Mato Grosso do Sul e do mundo!

Redes Sociais

Categorias mais populares